blogspot visitor counter
Biblioteca Municipal de Grândola
Biblioteca Municipal de Grândola
Rua Dr. José Pereira Barradas 7570-281 Grândola tlf:269450080 fax:269498666 biblioteca@cm-grandola.pt
quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007
Novidades Livros


Os alunos e a expressão escrita: consciência metalinguística e expressão escrita - Luís Filipe Barbeiro - 372 BRB



Cancioneiro a Cantar Portel -Grupo Coral de Cantares de Portel - 784

O meu álbum das descobertas e invenções - Professor Genius - 62 GNS (Juv.)

O meu álbum de música - Professor Genius - 78 GNS (Juv.)

Lusitanos: teatro para escolas - Carlos Oliveira - 82 LP-2 LVR (Juv.)

Clara na Ilha Terceira - Ângela João - 82 LP-3 JAO (Inf.)

Etiquetas:

Ilustre Desconhecido: Nick Hornby
Nick Hornby assume hoje um papel de destaque dentro do panorama da criação literária mundial, ao conseguir retratar na perfeição algumas das obsessões do mais comum dos mortais, como é o caso da obsessão pelo futebol (através de Febre no Estádio) ou pela música (como acontece em Alta Fidelidade).

Nos seus livros, costuma-nos ser apresentada uma personagem principal que guia toda a sua vida através de uma qualquer obsessão mundana, conferindo-lhe um tom extremamente hilariante.
Esse efeito acaba por assumir uma função catártica, fazendo-nos rir de nós próprios.

O sucesso que tem vindo a ter reflecte-se na adaptação dos seus livros para o grande écran, tal como já aconteceu com Alta Fidelidade ( com John Cussack no papel principal) ou Era uma vez um rapaz (que alcançou um sucesso ainda maior, tendo em Hugh Grant o protagonista principal).

Com uma escrita simples e extremamente apelativa, o britânico Nick Hornby, hoje com 50 anos, é muito mais do que uma leitura obrigatória. É algo que tem o raro dom de nos pôr um sorriso na cara durante o tempo em que o estivermos a ler.

Livros disponíveis na biblioteca:

Febre no Estádio 82 LE-3 HRN

Alta Fidelidade 82 LE-3 HRN

Era uma vez um Rapaz 82 LE-3 HRN

Como ser bom 82 LE-3 HRN

Etiquetas:

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007
Poema inédito de Pablo Neruda à venda
Um poema inédito do Nobel de Literatura chileno Pablo Neruda, escrito em 1963, está à venda por 3.700 dólares (2.811 euros). Neruda escreveu o poema, dedicado a uma amiga, sobre uma tábua de madeira. A mulher, Elvira Morel, comemorava o seu aniversário em Limache, 120 km a norte de Santiago. Na ocasião, o poeta chegou à festa e queixou-se do barulho que os convidados estavam a fazer. «É o meu aniversário e estou na minha casa. Se não está a gostar, pode se ir embora», terá dito Morel. Neruda, amante das festas, decidiu permanecer na festa e pedir desculpas à sua amiga através de um poema de 14 linhas escrito com a sua pena de tinta verde. «Perdoe o poeta/Um pouco o que lhe passa/Aos poetas e aos loucos/Dá-lhes a tua casa», escreveu Neruda na madeira. O poema está agora a ser vendido pelo neto de Morel, através de um anúncio nos classificados do jornal chileno El Mercúrio.

via Mundo Pessoa

Etiquetas:

Fotos da Apresentação do Livro
Decorreu, na passada sexta-feira, a apresentação do livro Olivença no Labirinto da Saudade por parte do seu autor, Carlos Consiglieri.
Aqui ficam algumas das fotos que marcaram um noite onde foi apresentada uma nova perspectiva sobre a questão oliventina e a forma como ela se reflecte, quer nos portugueses, quer nos próprios oliventinos.

Etiquetas:

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007
Canção da Silha do Pascoal

As nuvens que andam no ar
arrastadas pelo vento
foram buscar água ao mar
p'ra regar em tod'o tempo
p'ra regar em tod'o tempo
em tod'o tempo regar
arrastadas pelo vento
as nuvens que andam no ar
Eu sou devedor à terra
a terra me está devendo
a terra paga-me em vida
eu pago à terra em morrendo

Etiquetas: ,

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007
Bom fim de semana!
João Paulo Cotrim


A todos os utilizadores da BMG desejamos um Bom fim de semana!

Etiquetas:

Apresentação de Livro

Não perca hoje, pelas 21h30, a apresentação do livro OLIVENÇA NO LABIRINTO DA SAUDADE, da autoria de Carlos Consiglieri, no auditório da Biblioteca Municipal de Grândola.

Etiquetas:

Poema da Semana
dizem que a paixão o conheceu
mas hoje vive escondido nuns óculos escuros
senta-se no estremecer da noite enumera
o que lhe sobejou do adolescente rosto
turvo pela ligeira náusea da velhice

conhece a solidão de quem permanece acordado
quase sempre estendido ao lado do sono
pressente o suave esvoaçar da idade
ergue-se para o espelho
que lhe devolve um sorriso tamanho do medo

dizem que vive na transparência do sonho
à beira-mar envelheceu vagarosamente
sem que nenhuma ternura nenhuma alegria
nunhum ofício cantante
o tenha convencido a permanecer entre os vivos


Al Berto

Etiquetas:

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007
Livro da Semana

Como geralmente acontece nos livros infantis, as elações que se tiram da história vão muito para além do imaginário infantil, atingindo muitas vezes os adultos.
Em Pássaros na Cabeça, Joel Rowell assume esse "compromisso" tácito, oferecendo-nos a história de um rei e da ambição desmedida dos seus três ministros.
Felizmente, a sabedoria e bom senso do rei acabam por imperar nesta pequena sátira ao mundo real dos políticos.
Claro está que as ilustrações da Marta Torrão conferem ao livro um toque de génio.
Por vezes, até é bom termos pássaros na cabeça.

Etiquetas:

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007
Ilustre Desconhecido: David Lodge

O que dizer sobre Lodge?

Esta será, provavelmente, uma das mais pertinentes questões que se levantam quando se trata de David Lodge.

Nascido a 28 de Janeiro de 1935 no Sul de Londres, David Lodge foi o criador do romance universitário.

Tendo sido professor de escrita criativa durante quase toda a sua vida em Birmingham (reformou-se recentemente a fim de se dedicar por completo ao processo criativo), o britânico tem vindo a desenvolver um estilo único de escrita verdadeiramente apelativa, graças a estruturas frásicas simples e com um tom satírico mordaz, bem característico dos ingleses.

A problemática moral característica nos católicos praticantes e os dilemas da vida universitária são duas das temáticas mais abordadas por ele.

Vencedor de diversos prémios literários, faz hoje parte da Royal Society of Literature, tendo ainda uma vasta obra científica no campo dos estudos literários e na produção criativa literária.

Contudo, avisam-se os seus futuros leitores de que ler os livros de David Lodge pode ser viciante.

Livros disponíveis na sua biblioteca:

Notícias do Paraíso 82 LE-3 LDG
Um almoço nunca é de graça 82 LE-3 LDG
Terapia 82 LE-3 LDG
A troca 82 LE-3 LDG
Pensamentos Secretos... 82 LE-3 LDG
Autor, Autor 82 LE-3 LDG

Etiquetas:

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007
Bom fim de semana
Edvuard Munch

A todos os utilizadores da BMG desejamos um Bom fim de semana!

Etiquetas:

António José da Costa Neves vence Prémio Literário Cidade de Almada / 2006 e Prémio Revelação Manuel Teixeira Gomes – Novela 2006

António José da Costa Neves nasceu em Grândola a 18 de Abril de 1945, é licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e reside em Almada há trinta anos.
Ganhou o Prémio Nacional do Ministério da Educação para o melhor aluno do ano e foi bolseiro da Câmara Municipal de Grândola e da Fundação Calouste Gulbenkian.
Bancário, formador, gestor e administrador de empresas, em Portugal e no estrangeiro, combateu em África, na Guerra Colonial, tendo vivido em Moçambique os últimos anos da Administração Portuguesa, o período da transição e os primeiros passos da independência. Entre 1998 e 2001, por motivos profissionais, regressou a Moçambique tendo, então, amadurecido o romance “Mataram o Chefe de Posto”. Foi com este romance, escrito no último ano, que António José da Costa Neves, com o pseudónimo literário E. S. Tagino, venceu o Prémio Literário Cidade de Almada / 2006, atribuído pela Câmara Municipal. A esta edição concorreram sessenta e três originais tendo o júri sido constituído por Luís Machado, nomeado pela Associação Portuguesa de Escritores, José do Carmo Francisco, designado pela Associação Portuguesa dos Críticos Literários e pelo escritor Vergílio Alberto Vieira, em representação da Câmara Municipal de Almada.
Recentemente, António José da Costa Neves venceu, igualmente, o Prémio Revelação Manuel Teixeira Gomes – Novela 2006, atribuído pela Câmara Municipal de Portimão. O júri, constituído por Casimiro de Brito, Dias Marques e José Alberto Quaresma, seleccionou a obra deste autor entre sessenta e cinco originais a concurso.
“Nem por Sonhos”, a obra agora premiada, tem, à partida, edição assegurada pela própria autarquia, através da sua Divisão de Acção Cultural.
Enquanto “Mataram o Chefe de Posto” tinha por pano de fundo a Guerra Colonial, “Nem por Sonhos” passa-se na actualidade, na zona raiana do Alentejo, inspira-se, vagamente, na pintora mexicana Frida Khallo, e conta “a história incrível, picaresca e delirante, de um homem que se deixou enredar na teia dos seus próprios sonhos”.
António José da Costa Neves tem alguma colaboração dispersa, particularmente no campo da poesia, em jornais e revistas, e dois prémios literários nesta área. Tem ainda para publicação, os livros de poesia “Sementeira de esperança” e “Amor, infinito amor”, os romances “Uma morte (des)necessária” e “Arquivo morto” e, em parceria com Bárbara Vale-Frias, o livro “Sublimações”, uma selecção de textos de reflexão sobre a memória e o quotidiano já publicados no blog com o mesmo nome.
“Subversões”, uma colectânea revisionista e iconoclasta sobre dogmas, mitos e textos literários, e “Novelas pouco exemplares” são outras duas obras em preparação, bem como um novo romance ainda sem título.
A publicação do romance “Mataram o Chefe de Posto” será feito pela editora Saída de Emergência, com lançamento nacional previsto para Maio próximo.

A. J. da Costa Neves

Etiquetas: ,

Apresentação de Livro
No próximo dia 23 de Fevereiro (sexta-feira), pelas 21h30, Carlos Consiglieri apresentará o seu livro OLIVENÇA NO LABIRINTO DA SAUDADE no auditório da Biblioteca Municipal de Grândola.



Organização: Diogo Ventura, com o apoio da Câmara Municipal de Grândola

Etiquetas: ,

Poema da Semana
ALGUMA COISA ONDE TU PARADA
FOSSES DEPOIS DAS LÁGRIMAS UMA ILHA
E EU CHEGASSE PARA DIZER-TE ADEUS
DE REPENTE NA CURVA DUMA ESTRADA
ALGUMA COISA ONDE A TUA MÃO
ESCREVESSE CARTAS PARA CHOVER
E EU PARTISSE A FUMAR
E O FUMO FOSSE PARA LER
ALGUMA COISA ONDE TU AO NORTE
BEIJASSES NOS OLHOS OS NAVIOS
E EU RASGASSE O TEU RETRATO
PARA VÊ-LO PASSAR NA DIREÇÃO DOS RIOS

ALGUMA COISA ONDE TU CORRESSES
NUMA RUA COM PORTAS PARA O MAR
E EU MORRESSE
PARA TE OUVIR SONHAR

António José Forte

Etiquetas:

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007
Biblioteca encerra amanhã entre as 13H e as 17H
Informam-se os utilizadores que, devido à Reunião Geral de Trabalhadores da Autarquia, a Biblioteca Municipa estará ENCERRADA no dia 16 de Fevereiro entre as 13h e as17h.

Etiquetas:

Livro da Semana
Em Um Natal e Outras Histórias, Truman Capote apresenta-nos o relato de três natais da sua infância numa quinta perto de Nova Orleães e que marcariam profundamente o seu carácter.
A forma auto-biográfica e aparentemente livre de espartilhos literários faz-nos entrar na sua vida de forma única, seduzindo-nos pela análise emocional do seu universo infantil.
Estamos, pois, perante mais um exemplo claro dos seus romances não-ficção, onde ele se "limita" a narrar um acontecimento verídico.
COntudo, há a salientar as pequenas notas poéticas com que acaba cada um dos contos, fazedno-nos retomar o universo literário.
Este jogo delicioso entre o literário e o não-literário são apenas um dos motivos pelos quais se deve ler Truman Capote. Os outros deixo a liberdade ao leitor para os descobrir.

Disponível em 82 LE-3 CPT

Etiquetas:

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007
Ilustre Desconhecido: Enrique Vila-Matas


O catalão, que foi uma das "estrelas " do recente encontro de escritores na Póvoa do Varzim correntes d'escritas, tem-se vindo a assumir como um dos nomes mais sonantes da actual literatura espanhola.


Fazendo uso dos seus intermináveis conhecimentos literários, Vila-Matas convida-nos a entrar, em cada um dos seus livros, no mundo fantástico da literatura, conferindo-lhe um tom normal, ajudando a desmitificar o "monstro " literário.


Vila Matas é-nos igualmente querido pela frequência com que invoca o imaginário lusitano, com especial destaque para o nosso modernismo e com Fernando Pessoa em grande destaque.


Em Estranha Forma de Vida, o título advém mesmo do famoso fado de Amália.
Exilado em Paris por causa do regime franquista, Vila-Matas viveu num apartamento alugado por Marguerite Duras ( de quem se tornou amigo) ecomeçou aescrever por influência do polaco Witold Gombrowicz de quem nunca leu ma única linha, mas de quem conhece a teoria literária perfeitamente.
O maior problema dos seus livros é mesmo conseguir classificá-los, uma vez que são um misto de ensaio e de romance.
A sua biblioteca tem disponível o seu mais famoso romance Bartleby & Companhia, onde somos convidados a enfrentar um dos mais famosos paradigmas literários que é o do Bartleby de Melville.
A não perder, disponível em 82 LE-3 MTS

Etiquetas:

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007
Ana Luísa Amaral vence prémio de poesia Correntes d´Escritas

O famoso encontro de escritores na Póvoa do Varzim foi vencido pela poetisa Ana Luísa Amaral, atribuído no âmbito do encontro de escritores de expressão ibérica Correntes d´Escritas, com a obra A Génese do Amor.

O prémio, no valor de 20.000 euros, foi atribuído a Ana Luísa Amaral por unanimidade de um júri constituído pelos escritores Ana Paula Tavares, Patrícia Reis, Luís Adriano Carlos, Pedro Eiras e Rosa Martelo.

Este ano, a poesia era a categoria a concurso (nos anos pares é a prosa), incidindo sobre obras em primeira edição, publicadas em Portugal entre Junho de 2004 e de 2006, por autores de língua portuguesa ou espanhola. A Génese do Amor foi uma das 10 obras finalistas de entre um total de 130 concorrentes.
A poesia e literatura nacional voltam a estar de parabéns!

Etiquetas: , ,

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007
Novidades Livros
Mercado do ambiente em Portugal - Jaime Melo Baptista - 339 BPT

Job ou o Livro do Conhecimento - A. Oliveira Cruz - 82 LP-1 CRZ

A Terras e os Dias - Firmino Mendes - 82 LP-1 MND

Invocação e Ofícios - Firmino Mendes - 82 LP-1 MND

Os Anjos do Não - Pablo del Barco - 82 LE-1 BRC

Anfitrião ou Júpiter e Alcmena - António José da Silva - 82 LP-2 SLV

O Poder das Freguesias: romance cor-de-rosa e laranja - José Murta Lourenço - 82 LP-3 LRN

O deus que guarda o escritor - Maria Helena Ventura - 82 LP-3 VNT

A Mulher do Negócio - Brian Moore - 82 LE-3 MRE

O Décimo PLaneta - Edmund Cooper - 82 LE-311.9 CPR

Os 3 estigmas de Palmer Eldritch - Philip K. Dick - 82 LE-311.9 DCK

O Abismo Negro - Alan Dean Foster - 82 LE-311.9 FST

Viajantes do Espaço - Robert Heinlein - 82 Le-311.9 HNL

O Dia da Chegada dos Marcianos - Frederik Pohl - 82 LE-311.9 PHL

Etiquetas:

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007
Bom Fim de Semana
David McKee
A todos os utilizadores da BMG desejamos um Bom fim de semana!

Etiquetas:

Poema da Semana

Ouvi dizer que nada quereis estudar.
Daí concluo eu que sois milionários.
O vosso futuro está assegurado — está
À vossa frente em plena luz. Os vossos pais
Tiveram o cuidado de que os vossos pés
Não dessem topadas nas pedras. Por isso não tens
Que aprender nada. Tal qual és
Podes continuar a ser.


Mas se viesse a haver dificuldades, porque os tempos,
Como eu ouvi dizer, não são seguros,
Tu tens os teus chefes que te dizem à certa
O que tens a fazer para que tudo vos corra bem.
Leram-no nos livros daqueles
Que sabem as verdades
Que têm validade pra todos os tempos
E as receitas que dão sempre resultado.
Quando tantos são por ti
Não precisas de bulir nem um dedo.
Claro, se fosse de outro modo

Terias mesmo de estudar.

Bertolt Brecht

Etiquetas:

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007
Livro da Semana

Em O Rei de Havana, Pedro Juan Gutierrez apresenta-nos um retrato tremendamente sujo e tenebroso do ser humano e em especial de uma sociedade cubana que nos é apresentada como decadente.
Os cubanos surgem, assim, como seres desprovidos de qualquer constragimento moral e Havana acaba por ser a capital por excelência.
Com uma violência de palavras e gestos sempre inerente ao longo da narrativa, Gutierrez conduz-nos numa viagem pela vida de Rei, um adolescente cubano que acaba por morrer sem sequer conseguir descobrir a sua razão de viver.
Pedro Juan Gutierrez é, hoje, um dos nomes mais sonantes não só da literatura cubana como da literatura latino-americana.
Disponível na sua biblioteca em 82 LE-3 GTR

Etiquetas:

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007
Ilustre Desconhecido: Truman Capote

Nascido em 1924 em Nova Orleães, Truman Streckfus Persons, mais conhecido como Truman Capote, foi um dos mais polémicos e geniais autores do século XX americano.


A sua infância bastante perturbada é frequentemente apontada como a principal razão para a postura bastante contraditória que viria a assumir socialmente, nunca escondendo a sua homossexualidade.


Contudo, movimentou-se sempre nos mais elitistas círculos intelectuais norte-americanos, fazendo parte de uma das mais produtivas gerações de criação artística não só da história dos Estados Unidos, como também do século XX.


Com um tom geralmente auto-biográfico, Capote viria ainda a inaugurar o género literário do romance de não ficção com o seu romance A Sangue Frio, onde descreve um homicídio depois de ter convivido de perto com os seus dois autores no corredor da morte.


A autoria deste romance marcou-o profundamente, pois depois da sua publicação, jamais viria a terminar um livro, passando bastante tempo em clínicas de recuperação por causa dos seus constantes esgotamentos.


Morreria em 1984, pouco tempo depois do seu sexagésimo aniversário.
Recentemente saíram dois filmes que nos ajudam a perceber um pouco mais sobre uma das brilhantes mentes literárias do século XX.
Livros disponíveis na bilioteca:
Música para Camaleões - 82 LE-3 CPT
Um Natal e outras Histórias - 82 LE-3 CPT
Súplicas Atendidas - 82 LE-3 CPT
A Sangue Frio - 82 LE-312.4 CPT

Etiquetas:

terça-feira, 6 de fevereiro de 2007
Mais um relato dos Cadoços
Lá para os lados de São Barnabé havia duas raparigas e dois rapazes que trabalhavam juntos.
Passado pouco tempo casaram cada um com seu par e uma das raparigas engravidou.
Em estando juntas, uma das raparigas perguntou como é que ela tinha engravidado.
- Então vocês não fazem o amor e essas coisas? – respondeu a outra prontamente.
- Não. Quando estamos na cama voltamos costas e não se passa nada.
Em chegando a casa, a mulher apertou com o marido que queria fazer o amor.
No dia seguinte, o marido partilhou com o colega de monda o que se tinha passado na noite anterior com a sua esposa.
- É que eu uso o picoto só para fazer a mija- acrescentou.
O seu amigo, já com ideias de o sacanear disse-lhe que a primeira vez era como cair de uma trave e que se enchia tudo de sangue.
- Mas por onde é que enfio o picoto?
- Pelo cú, está claro.
Pois ele vai de subir a uma trave e todas as pessoas que passavam lhe diziam "Boa tarde, ‘teja em Deus", mas ele nada respondia pois tinha-se já esquecido do que lhe tinha ensinado o companheiro.
Um que passava um pouco mais mal-disposto, ao não receber resposta ao seu cumprimento, mandou-o apanhar no cú.
Foi então que se fez luz no rapaz, que em caindo da trave e em se enchendo de sangue, logo correu para casa para fazer o amor com a sua mulher.

Etiquetas: ,

Mais Portugueses em destaque
Romances de Mário de Carvalho, Lídia Jorge, José Luís Peixoto e Gonçalo M. Tavares traduzidos em italiano foram seleccionados para o prémio literário Giuseppe Acerbi, que este ano, na sua XV edição, contempla a literatura portuguesa. As obras seleccionadas foram Um Deus Passeando Pela Brisa da Tarde (Mário de Carvalho), O Vale da Paixão (Lídia Jorge), Morreste-me (José Luís Peixoto) e Jerusalém (Gonçalo M.Tavares). O prémio Giuseppe Acerbi, do nome de um explorador, literato e egiptólogo italiano (1773-1846), foi instituído em 1993 pelo município de Castel Goffredo, Mântua, com o objectivo de «dar a conhecer e aproximar os povos», do mesmo passo divulgando o nome e a imagem da região no mundo. Anualmente, o Prémio distingue obras de um único país.

Via Mundo Pessoa

Etiquetas:

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007
Novidades Livros
Cibercultura - Pierre Levy - 008 LVY

Dicionário Português - Russo - 030

Enciclopédia Einaudi - 168

Elogio do Mundialismo: por um «anti» assumido - René Passet - 33 PSS

Tecnologia e Educação - Elías Blanco - 371 BLN

Segredos de alcova: como ter uma vida sexual feliz - Neuza Cordovani - 613.88 CRD

Semiótica da Cegonha: jovens, sexualidade e risco de gravidez não desejada - Otília Roque - 613.88 RQE

Odisseia [de] Homero - Robert J. Milch - 82.09 MLC

Mediterrâneo: um nome de silêncios - Maria Graciete Besse - 82 LP-1 BSS

Coágulos - Vergílio Alberto Vieira - 82 LP-1 VRA

O Espelho do Corredor - Maria Beatriz Fernandes - 82 LP-3 FRN

Contos e Novelas - Domingos Monteiro - 82 LP-3 MNT

À Procura de um Livro - Anthony Andaluz - 82 LP-3 NDL

Cartas na Mesa - Fernando Vieira de Sá - 82 LP-3 SA

Viagem a Nenhuma Parte - Manuel de Seabra - 82 LP-3 SBR

Neutralidade Malévola - Jean-Pierre Gattegno - 82 LE-3 GTT

O Boi em Visita - Saki - 82 LE-3 SKI

Arte da Mentira Política:1733 - Jonathan Swift - 82 LE-4 SWF

Etiquetas:

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007
Bom fim de semana

Francis Bacon

A todos os utilizadores da BMG desejamos um Bom fim de semana!

Etiquetas:

Livro da Semana

O esloveno Slavoj Zizek tem-se vindo a destacar nestes últimos tempos como um dos mais importantes nomes do circuito académico internacional.

No seu Elogio da Intolerância (o seu mais recente livro publicado em Portugal, pela mão da Relógio d'Água) faz a desconstrução da sociedade ocidental de forma assustadoramente precisa, fazendo-nos pensar sobre o nosso ser e a nossa função num mundo actual em constante mutação.


Apontando como uma das principais razões dessa mutação o multiculturalismo e a forma como lidamos com ele, Zizek acaba por fazer uma apologia moderada do sistema capitalista em que nos inserimos, ou, em última análise, um incentivo ao próprio prazer de viver.
Disponível na sua biblioteca em 172 ZZK

Etiquetas: