blogspot visitor counter
Biblioteca Municipal de Grândola
Biblioteca Municipal de Grândola
Rua Dr. José Pereira Barradas 7570-281 Grândola tlf:269450080 fax:269498666 biblioteca@cm-grandola.pt
sexta-feira, 30 de janeiro de 2015
Bom Fim de Semana
"Paisagem raiana - Monsanto"
Pintura de Fernando Namora (15/4/1919 - 31/1/1989)



Bom Fim de Semana

Etiquetas:

Poema da Semana
Tudo e nada

Um pouco de tudo
um tudo de nada
Sem porém saber
onde começa o tudo
e termina o nada
um pouco de vida
um tudo de mágoa
um nada de sonho
um tudo de raiva
quando na hora final
um homem pergunta
que andou fazendo
que andou vivendo
depois de nada ver
do tudo que a fazer
se iludiu fazendo
ao sentir a raiva
que encheu o tudo
num pouco de nada

Fernando Namora, in "Nome para uma casa"

Etiquetas:

ANIMAÇÃO DIGITAL - Criação de Histórias em Movie Maker

Inscrições até 10 de Fevereiro
na Biblioteca da tua Escola

Etiquetas: , ,

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015
Um livro para Lautém

Etiquetas:

Filme da Semana


Noé

um filme de

Darren Aronofsky


"O vencedor de Oscar Russell Crowe é Noé no filme inspirado pela intemporal história de coragem, sacrifício e esperança. Do aclamado realizador Darren Aronofsky (O Cisne Negro) este filme, que conta ainda com a participação de Emma Watson e dos vencedores de Oscar Anthony Hopkins e Jennifer Connelly, é visualmente fascinante, repleto de momentos de acção e já apontado como sendo «um dos mais inesquecíveis épicos Bíblicos levados ao grande ecrã». (Richard Roeper, Chicago Sun-Times)"

Etiquetas: ,

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015
Livro da Semana

O voluntário de Auschwitz

de

Witold Pilecki


Vencedor dos prémios PROSE (2012) e Benjamin Franklin (2013) para melhor Biografia / Memória do ano


"Setembro de 1940: consciente do elevadíssimo risco, Witold Pilecki avança deliberadamente até uma batida feita pelas forças nazis em Varsóvia... e torna-se o prisioneiro nº 4859 de Auschwitz. Pilecki acabara de se voluntariar para uma missão secreta - e potencialmente suicida - do Armia Krajowa, o Exército do Estado Polaco clandestino, resistente à ditadura soviética e à invasão alemã: obter e divulgar informações sobre este novo campo de concentração, e criar uma organização de resistência entre os prisioneiros.

Sobrevivendo a muito custo a quase três anos de fome, doença e brutalidade. Pilecki foi bem-sucedido na sua missão, evadindo-se de Auschwitz numa audaciosa fuga em abril de 1943. Os seus relatórios, recebidos pelos Aliados desde o início de 1941, foram das primeiras informações que o mundo conheceu sobre a crueldade e os verdadeiros horrores que se viviam em Auschwitz, convencendo os Aliados de que o Holocausto estava em execução.

O Voluntário de Auschwitz é o relatório mais extenso e detalhado de Witold Pilecki, completado em 1945, no exílio. Ignorado pela ditadura comunista na Polónia durante mais de 40 anos, este documento único na história e na literatura sobre Auschwitz, a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto é agora publicado pela primeira vez em português."

Etiquetas:

Cartaz de Cinema - Fevereiro

Etiquetas: ,

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015
Pedagogia Waldorf - Uma educação para o futuro

Etiquetas: ,

Novidades Livros

SANTOS, Maria de Melo
Ideias com amor & lima
745 SNT




FAUSTINO, Ana Rita
O cotão Simão
82 LP-34 FST (Inf)




ZIMLER, Richard
Se eu fosse...
82 LE-34 ZML (Inf)

Etiquetas:

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015
Bom Fim de Semana


Bom Fim de Semana

Etiquetas: ,

Poema da Semana
Liberdade

— Liberdade, que estais no céu...
Rezava o padre-nosso que sabia,
A pedir-te, humildemente,
O pio de cada dia.
Mas a tua bondade omnipotente
Nem me ouvia.

— Liberdade, que estais na terra...
E a minha voz crescia
De emoção.
Mas um silêncio triste sepultava
A fé que ressumava
Da oração.

Até que um dia, corajosamente,
Olhei noutro sentido, e pude, deslumbrado,
Saborear, enfim,
O pão da minha fome.
— Liberdade, que estais em mim,
Santificado seja o vosso nome.  

Miguel Torga, in "Diário XII"

Etiquetas:

Clube de Comunicação - Rádio


O Clube de Comunicação – Rádio é projeto promovido pela Biblioteca Municipal de Grândola, em parceria com as Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas de Grândola e a Radio Clube de Grândola. Dirigido aos alunos do 3º ciclo, ensinos secundário e profissional, este Clube pretende contribuir para um maior desenvolvimento dos jovens, potencializando as suas capacidades intelectuais e ampliando os seus horizontes sociais e culturais, através do contacto com o jornalismo radiofónico, com as artes e as novas tecnologias.

Etiquetas: , ,

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015
Biblioteca Itinerante - Horário e Percurso - Fevereiro 2015
Filme da Semana

A propósito de Llewyn Davis

um filme de

Joel & Ethan Coen


"A PROPÓSITO DE LLEWYN DAVIS acompanha uma semana da vida de um jovem cantor no ambiente da cena musical folk de Greenwich Village, NY, em 1961.
A vida de Llewyn Davis (Oscar Isaac) encontra-se numa encruzilhada. Cronicamente falido, de guitarra ao ombro e à mercê do impiedoso inverno de Nova Iorque, Llewyn luta para vencer enquanto músico, apesar dos intransponíveis obstáculos que tem de enfrentar, alguns deles criados por si mesmo. As aventuras de Llewyn levam-no a aceitar os poucos trabalhos como músico que vão aparecendo e a fazer viagens inglórias a Chicago e por toda a Nova Iorque, mas sempre incapaz de se afirmar enquanto artista a solo, chegando ao momento em que é obrigado a se confrontar com a improbabilidade das suas ações. Contando com as interpretações de Oscar Isaac como Llewyn Davis e ainda de Carey Mulligan, Justin Timberlake e John Goodman, A PROPÓSITO DE LLEWYN DAVIS é escrito e realizado pelos irmãos Coen e conta com um conjunto de performances musicais cantadas ao vivo pelos principais atores, recriando de forma singular a época musical que floresceu nos lendários clubes do bairro de Greenwich Village na década de 60." 

Etiquetas: ,

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015
Novidades Livros

Vidadupla

de

Sérgio Godinho


"O que esconde e o que revela um velho lençol puído sobre a intimidade de uma mulher? Como se prova a inocência quando um álibi incrimina? O que significa a morte na vida de um carrasco, e o que significa a vida no dia da sua morte? Para onde rolam as bicicletas e caminha a história das duas operárias? O que leva um homem a deixar a sua casa, noite após noite, para dormir na rua?

Estas são algumas questões propostas pelas histórias de Vidadupla: um extraordinário mosaico - poético e operático - em que as figuras se desdobram de pessoas comuns em fantasiosas personagens (e vice-versa), que cumprem um singular destino através do papel que lhes coube no circo da vida." 

Etiquetas:

terça-feira, 20 de janeiro de 2015
NATUREZA POÉTICA

Etiquetas: ,

Fragmento do Homem
"Que tempo é o nosso? Há quem diga que é um tempo a que falta amor. Convenhamos que é, pelo menos, um tempo em que tudo o que era nobre foi degradado, convertido em mercadoria. A obsessão do lucro foi transformando o homem num objecto com preço marcado. Estrangeiro a si próprio, surdo ao apelo do sangue, asfixiando a alma por todos os meios ao seu alcance, o que vem à tona é o mais abominável dos simulacros. Toda a arte moderna nos dá conta dessa catástrofe: o desencontro do homem com o homem. A sua grandeza reside nessa denúncia; a sua dignidade, em não pactuar com a mentira; a sua coragem, em arrancar máscaras e máscaras. 
 E poderia ser de outro modo? Num tempo em que todo o pensamento dogmático é mais do que suspeito, em que todas as morais se esbarrondam por alheias à «sabedoria» do corpo, em que o privilégio de uns poucos é utilizado implacavelmente para transformar o indivíduo em «cadáver adiado que procria», como poderia a arte deixar de reflectir uma tal situação, se cada palavra, cada ritmo, cada cor, onde espírito e sangue ardem no mesmo fogo, estão arraigados no próprio cerne da vida? 
 Desamparado até à medula, afogado nas águas difíceis da sua contradição, morrendo à míngua de autenticidade - eis o homem! Eis a triste, mutilada face humana, mais nostálgica de qualquer doutrina teológica que preocupada com uma problemática moral, que não sabe como fundar e instituir, pois nenhuma fará autoridade se não tiver em conta a totalidade do ser; nenhuma, em que espírito e vida sejam concebidos como irreconciliáveis; nenhuma, enquanto reduzir o homem a um fragmento do homem. Nós aprendemos com Pascal que o erro vem da exclusão." 

Eugénio de Andrade, in "Os Afluentes do Silêncio"  (1968)
segunda-feira, 19 de janeiro de 2015
Novidades Livros

ARLIDGE, M. J.
Um, Dó, Li, Tá
82 LE-312.4 RLD




TAVARES, Gonçalo M.
Uma menina está perdida no seu século à procura do pai
82 LP-3 TVR




DIAS, Ricardo Gonçalves
O primeiro país da manhã
82 LP-34 DAS (Inf)

Etiquetas:

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015
Bom Fim de Semana

João Marques de Oliveira (1853-1927)



Bom Fim de Semana

Etiquetas:

Poema da Semana
Encomenda postal

destino-te a tarefa de me sepultares
no segredo mineral da noite
com um lápis e uma máquina fotográfica

depois
fica atento ao correio
do secular laboratório nocturno enviar-te-ei
devidamente autografado
o retrato da solidão que te pertenceu

e numa encomenda à parte receberás
a revelação desta arte
onde a vida cinzelou o precário corpo
na luz afiada de um vestígio de tinta

Al Berto (11/01/1948 - 13/06/1997), in "O Medo"

Etiquetas:

Animação da Leitura para a CerciGrândola
No dia 14 de janeiro, realizou-se, na Biblioteca Municipal de Grândola, uma sessão de animação de leitura para a CerciGrândola, a partir do livro “Os dez amigos” de Ziraldo.








Etiquetas:

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015
Filme da Semana

A vida secreta de Walter Mitty

um filme de 

Ben Stiller


"Há um momento na vida em que deixamos de sonhar e criamos o nosso próprio destino. Para Walter Mitty, um sonhador que escapa da sua existência anónima através de um mundo de fantasia, esse momento é agora. Quando o seu emprego se vê ameaçado, juntamente com o de uma colega (Kristen Wiig), Walter começa a agir no mundo real, embarcando numa viagem mais inacreditável do que jamais poderia imaginar. Ben Stiller dirige e interpreta esta história inspiradora sobre um homem vulgar que encontra a coragem de partir para a mais extraordinária aventura da sua vida."



Etiquetas: ,

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015
É uma vez - Maruxa
Lançamento do Livro "Doidas, doidas, doidas... andam as mamãs", de Inês Guerreiro Relvas
Livro da Semana

O manuscrito nos confins do mundo

de

Marcello Simoni


"ANO DO SENHOR DE 1229
Uma série de estranhos assassinatos desperta a atenção de Konrad von Marburg. O inquisidor, responsável por muitas fogueiras, decide investigar os Luciferianos, uma seita que se dedica a um antigo e misterioso culto. 

Suger de Petit-Pont, um magister medicinae expulso da universidade de Notre-Dame, que, mau grado seu, se vê envolvido no caso, atrai as suspeições de Von Marburg. Mas não será o único.

Ignazio de Toledo parte em direção a Nápoles para tentar vender uma relíquia. Inesperadamente, irá incendiar as suspeições do inquisidor, sendo considerado o responsável por todos os crimes de um cavaleiro esquivo e perigoso.

Para provar a sua inocência, o mercador de livros malditos vai ter de descobrir, com a ajuda do filho, quem são os membros da seita e qual é o papel do precioso manto que tanto procuram. As pistas levam-nos à «Corte dos Milagres» de Frederico II e a um livro escrito muitos séculos antes, pelo primeiro rei da Babilónia, o rei maldito."

Etiquetas:

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015
Iniciativas a decorrerem durante o Fim de Semana

Biblioteca Municipal

10 de Janeiro - 11H00





Cineteatro Grandolense

10 de Janeiro - 16H00

Etiquetas: , ,

Bom Fim de Semana
"O dia seguinte" de Edvard Munch


Bom Fim de Semana

Etiquetas:

Poema da Semana
Vinho

Vinha bêbado sempre para casa
Resmungando uma coisa só metade.
Mas os que não vêm bêbados p’ra casa,
Trarão consigo mais verdade?

Sim, o que é vinho tolda a inteligência:
O homem sonha e supõe que isso é pensar.
Mas o não beber vinho dá ciência?
O andar direito é acertar?

Não, o critério é errado; que o que importa
Não é saber, cá neste mundo vão,
Se se pode encontrar a casa e a porta,
Mas se se encontra o coração.

Fernando Pessoa

Etiquetas:

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015
Filme da Semana

The Frozen Ground = Sangue e Gelo

um filme de 

Scott Walker


"THE FROZEN GROUND - Sangue e Gelo é uma incrível e arrepiante história baseada em factos reais, que retrata a perseguição e captura de Robert C. Hansen, um dos mais notáveis assassinos em série dos Estados Unidos, que matou brutalmente 17 jovens mulheres ao longo de 12 anos em Anchorage, Alasca."

Etiquetas: ,

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015
Livro da Semana

Serpentina

de 

Mário Zambujal

   "Ingénuo e atrevido, sonhador e realista, pontual e transgressor, o mundo de Bruno D. L. Bracelim leva-nos a situações armadilhadas e a um mundo feminino que mostra o perigo encantador de supostos rostos perfeitos.
   
   A poucos dias de soprar as sete velas, o seu destino sofreu um entorse. A família partiu para o Canadá e ele, criança enfermiça, ficou a cargo dos desvelos da madrinha Henriqueta. Chegado à idade adulta, solteiro e bom rapaz, passa as noites no terraço da sua casa, saudando a lua e adivinhando ao longe, noutro terraço, os contornos de uma esguia figura de mulher, enquanto persegue uma obsessão: a demanda do rosto feminino insuperável.

   Mas não há bela sem senão. E o destino prega-lhe outra partida. O que parecia ser um mero encontro profissional acaba por se transformar num estranho caso. Uma avaria no seu mini e uma pancada de um jipe conduzido por uma mulher enigmática é o princípio de uma trama que o levará a situações nunca imaginadas.

   E tudo o que parecia previsível, exacto, perfeito, como um relógio suíço, acaba por se transformar num enredo de acasos em que a realidade ultrapassa a ficção a provar que nada é mais imprevisível do que o passado.  

   Com o seu estilo inconfundível, Mário Zambujal oferece-nos páginas de supremo divertimento em que a imaginação e o humor se entrelaçam com a reflexão e a emoção."

Etiquetas:

terça-feira, 6 de janeiro de 2015
Maruxa

Biblioteca Municipal

10 de Janeiro - 11H00

Etiquetas: ,

BIOGRAFIA
   "A sequência, aparentemente lógica, de uma biografia é simples: nascemos no dia tal do ano da graça de x, vamos ou não para a escola, arranjamos um emprego ou outra atividade parecida, temos mulheres ou mulher, temos filhos ou não, somos mal ou bem-sucedidos, fazemos qualquer coisa de maior ou menor importância - o critério é à vontade do freguês -, envelhecemos e morremos. Tudo isto como uma história contínua, sem retrocessos e, sobretudo, como se cada período da nossa vida matasse o outro ou, em alguns casos, o condicionasse. Uma espécie de escada, em que a subida de um degrau fizesse desaparecer o anterior.
   A biografia parte sempre do princípio de que a única verdade é a existência ou o momento.Que o que fazemos é o que vivemos numa dada altura. Como se o que está no passado fosse apenas um prefácio do presente. Despreza a nossa vida mais íntima: a insegurança nas nossas decisões, os nossos medos mais inconfessáveis, as nossas memórias - tantas vezes mais presentes do que os momentos que estamos a viver e mais condicionadores de que as perspetivas de futuro com que tantas vezes nos iludimos. 
   A verdade é que nós somos mais, muito mais, do que o presente: somos o que for a nossa memória. Podemos construir a nave que levará os terráqueos a Júpiter mas o nosso maior feito será sempre o que ficou marcado na nossa mente: o beijo que demos na loirinha nas cadeiras de trás da sala da quarta classe, o golo que marcámos no jogo de futebol contra os rivais do outro bairro, a redação elogiada no sétimo ano, o olhar orgulhoso da nossa mãe quando acabámos o curso, o primeiro choro do nosso filho.
   Vivemos continuamente os dias, as horas e os minutos que nos marcaram e muitas vezes, vezes demais, morremos depois deles. O que está para a frente ou para trás pouco importa, nós fomos nós naquela altura. É, para o bem ou para o mal, o que importa na nossa biografia. Ninguém é capaz de a fazer, nem mesmo nós." 

Pedro Marques Lopes, in "Suaves portugueses"

Etiquetas:

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015
Lançamento do Livro "Doidas, doidas, doidas... andam as mamãs", de Inês Guerreiro Relvas


Cineteatro Grandolense

10 de Janeiro - 16H00

Etiquetas: , ,

Cartaz de Cinema - Janeiro 2015

Etiquetas: ,

Novidades Livros

SIMÃO, Ana
A menina dos ossos de cristal
82 LP-3 SMO



CAMPBELL, Alastair
O meu nome é...
82 LE-3 CMP



MARTINS, Ana Garcia
Quem deu um pum?
82 LP-34 MRT (Inf)

Etiquetas: