blogspot visitor counter
Biblioteca Municipal de Grândola
Biblioteca Municipal de Grândola
Rua Dr. José Pereira Barradas 7570-281 Grândola tlf:269450080 fax:269498666 biblioteca@cm-grandola.pt
quarta-feira, 27 de agosto de 2014
Biblioteca Itinerante - Horário e Percurso - Setembro
Encerramento da Biblioteca Municipal durante o mês de Setembro

Etiquetas:

Livro da Semana

Armadilhas da mente

de

Augusto Cury

   "Camille é uma mulher atraente, rica e brilhante; a sua argúcia e inteligência impressionam todos os que a rodeiam. Mas os seus feitos académicos e a sua competência intelectual não foram suficientes para evitar que se tornasse vítima das suas próprias emoções.

   Casada com um banqueiro de sucesso, Camille sempre viveu fechada no seu próprio mundo. Contudo, a sua tendência para o isolamento fez com que se tornasse cada vez mais crítica, obsessiva e pessimista. Incapaz de suportar ser confrontada ou contrariada, não se permitia receber a ajuda de psicólogos ou psiquiatras; iniciou vários tratamentos, sem concluir nenhum.

   Ao ver a depressão, as manias e as fobias de Camille agravarem-se cada vez mais, o marido decide comprar uma quinta, para se poderem afastar do stress da cidade e encontrar inspiração na natureza. Espera que, desta forma, Camille possa voltar a encontrar-se a si própria. Ainda assim, os transtornos emocionais de Camille impedem-na de sequer sair de casa e os pesadelos causam-lhe insónias; piora a olhos vistos.

   Dois inesperados encontros vão levá-la a dar uma volta à sua vida. O primeiro, com o excêntrico jardineiro da quinta, que, com a sua inteligência de pessoa simples e humilde, lhe ensina uma lição valiosa: de nada serve cultivar a inteligência, se não se deixar também florir o coração. O segundo encontro é com o sábio e intrigante psiquiatra Marco Polo, que a estimula a resolver os seus conflitos interiores e a reencontrar-se com alguém que perdera há muito tempo: ela própria.

   Mais um inesquecível e comovente romance de Augusto Cury, autor de vários best-sellers internacionais, que nos leva numa fascinante viagem pelos complexos labirintos da psique humana."

Etiquetas:

Feira de Agosto*2014 - 28 de Agosto a 1 de Setembro
terça-feira, 26 de agosto de 2014
Antes as filhas
   "É Agosto. Estou à espera do pôr do Sol, numa esplanada sobranceira ao oceano Atlântico. Tudo seria perfeito se não houvesse um homem, ainda mais gordo do que eu, a jogar ruidosamente num pseudo-iPhone. A paisagem é magnífica mas o pii-pii-pum/bum-pii-pii-bong-tii-tii-pum-pum do telemóvel estraga tudo. Decido levantar-me e confrontar a besta. Não sou só eu: há dúzias de cúmplices agastados.
   Regressa entretanto uma menina de 9 anos que tira o telemóvel das mãos do pai e diz, com toda a razão e todo o apoio do mundo: «Ó pai, que vergonha: desliga o som para não incomodares toda a gente!»
   O pai, observado por todos nós, ripostou com prepotência e fascismo: «És uma ditadora!» A filha respondeu, muito bem: «Eu nem sei o que essa palavra quer dizer». O pai respondeu, muito mal: «És pespirreta; és chata; não deixas ninguém divertir-se».
   Que modelo de educação, aquele pai. O que vale é que a miúda não ligou nenhuma à aberrante reclamação. Ao contrário do pai, teatralmente sensível à reacção do público circundante, a filha era independente da multidão.
   Salvou-nos a todos do interminável «pii-pii-pum/bum-pii-bong» infligido pelo grosseiro pai. É mais uma prova da teoria mais antiga e cativante desde que o tempo e a humanidade se juntaram: cada geração é melhor do que a anterior.
   É verdade. Não é só a nossa alegria como a nossa paz que devemos a quem nasceu muito depois de nós. Deus queira que também eles sejam igualmente recompensados."

Miguel Esteves Cardoso, in "Público"
   

Etiquetas:

segunda-feira, 25 de agosto de 2014
Novidades Livros

WILSON, Robert
Nunca me encontrarão
82 LE-312.4 WLS



LIAO, Jimmy
Desencontros
82-9 LAO (Juv)



MARTINS, Isabel Minhós
Com o tempo
82 LP-34 MRT (Inf)



Etiquetas:

sexta-feira, 22 de agosto de 2014
Bom Fim de Semana

Pintura de Vladimir Kush



Bom Fim de Semana para todos

Etiquetas:

Poema da Semana
Perdi os Meus Fantásticos Castelos 

Perdi meus fantásticos castelos
Como névoa distante que se esfuma...
Quis vencer, quis lutar, quis defendê-los:
Quebrei as minhas lanças uma a uma!

Perdi minhas galeras entre os gelos
Que se afundaram sobre um mar de bruma...
- Tantos escolhos! Quem podia vê-los? –
Deitei-me ao mar e não salvei nenhuma!

Perdi a minha taça, o meu anel,
A minha cota de aço, o meu corcel,
Perdi meu elmo de ouro e pedrarias...

Sobem-me aos lábios súplicas estranhas...
Sobre o meu coração pesam montanhas...
Olho assombrada as minhas mãos vazias...

Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"

Etiquetas:

quinta-feira, 21 de agosto de 2014
Encerramento da Biblioteca Municipal durante o mês de Setembro

Etiquetas:

Filme da Semana

Um quente Agosto

um filme de

John Weels


"Duas das maiores atrizes dos nossos dias Meryl Streep (nomeada 17 vezes para os Oscares da Academia e galardoada com 3 Oscares) e Julia Roberts (galardoada com 1 Oscar) lideram um elenco de estrelas numa comédia negra dramática sobre a família... que não escolhemos. Baseado na peça homónima de Tracy Letts, vencedor de um Prémio Pulitzer - August: Osage County conta-nos a negra, hilariante e comovente história das determinadas mulheres da família Weston, cujas vidas se afastaram até uma crise familiar as reaproximar e trazer de volta à casa no Midwest onde cresceram e à mulher disfuncional que as criou." 

Etiquetas: ,

quarta-feira, 20 de agosto de 2014
Livro da Semana

O barril mágico

de

Bernard Malamud


Livro vencedor do National Book Award for Fiction


"Nas treze histórias que compõem O Barril Mágico, pode encontrar-se algumas das personagens mais inesquecíveis da literatura, figuras que carregam consigo um destino atávico e arcaico e, ao mesmo tempo, são a expressão da experiência existencial do homem contemporâneo, de um mundo feito de mediocridade e de sonhos nunca realizados, mas igualmente com momentos de ternura e profunda ironia.
É o caso de Sobel, o ajudante de sapateiro, na história de vago sabor bíblico que abre o volume («Os sete primeiros anos»), o qual serve resignada e devotamente o seu patrão - como Jacob a Labão -, a troco de pouco ou nenhum dinheiro, apenas pelo amor da filha deste; ou o indolente adolescente do conto «Leitura de Verão», por muitos apontado como uma das melhores histórias alguma vez escritas sobre este período da vida, em que o protagonista, por muito que tente, não consegue escapar à culpa que carrega na sua consciência; ou ainda o rico alfaiate de «O anjo Levine», cujas provações, rivalizando apenas com as de Job, são por fim recompensadas após um devido acto de fé.

Elogiados por Flannery O'Connor e Isaac Singer, venerados por Philip Roth e Paul Auster, os contos de Bernard Malamud constituem o melhor da literatura norte-americana. Até hoje inéditos entre nós, estão, finalmente, disponíveis."  

Etiquetas:

terça-feira, 19 de agosto de 2014
Novidades Livros

LEAVITT, David
Dois Hotéis em Lisboa
82 LE-3 LVT



JONAS, Daniel
82 LP-1 JNS



MONIZ, Madalena
Hoje sinto-me...
82 LP MNZ (Inf)

Etiquetas:

quarta-feira, 13 de agosto de 2014
Livro da Semana

A visita do brutamontes

de

Jennifer Egan


Prémio Pulitzer 2011

"Bennie Salazar, antigo punk rocker, está a envelhecer e é agora um executivo discográfico; Sasha é a sua assistente, uma jovem mulher impetuosa e cleptomaníaca. Apesar de Bennie e Sasha nunca chegarem a descobrir o passado do outro, o leitor vai conhecê-lo, até ao mais íntimo detalhe, bem como a vida secreta de um variadíssimo leque de personagens, cujos caminhos se cruzam com os deles ao longo de muitos anos e muitos lugares: Nova Iorque, São Francisco, Nápoles e África. A Visita do Brutamontes é um livro sobre a interacção do tempo e da música, a capacidade de sobreviver, e as mudanças e transformações, quando inexoravelmente postas em movimento ainda que pelas mais efémeras conjunturas do nosso destino. Numa arrebatadora plêiade de estilos e registos - da tragédia à sátira, passando pelo Power Point - Egan captura a corrente que nos atrai para a auto-destruição - à qual sucumbimos se não a soubermos dominar; a fome de redenção de cada homem e mulher; e a tendência universal para alcançar ambas através da acção "condutora" da arte e a música e escapando à impiedosa passagem do tempo. Um livro astuto, surpreendente e hilariante."

Etiquetas:

terça-feira, 12 de agosto de 2014
Dia Internacional da Juventude - 15 de Agosto

Curtir sem cair (5ª Edição)

Rua Infante D. Henrique

15 de Agosto a partir das 21H30

Etiquetas: ,

Novidades Livros

COSTA, João Carlos
O menino de Deus
82 LP-3 CST



GRISHAM, John
Theodore Boone o miúdo advogado
82 LE-3 GRS (Juv)



CRUZ, Afonso
Capital
82 LP CRZ (Inf)

Etiquetas:

sexta-feira, 8 de agosto de 2014
Bom Fim de Semana

Ilustração de Maurício Mello sobre a vida e a criação literária de Jorge Amado




Bom Fim de Semana 

Etiquetas:

Poema da Semana
CANTIGA DE NINAR MALVINA

Dorme, menina dormida
Teu lindo sonho a sonhar.
No teu leito adormecida
Partirás a navegar.

Estou presa em meu jardim
Com flores acorrentadas.
Acudam! Vão me afogar.
Acudam! Vão me matar.
Acudam! Vão me casar.
Numa casa me enterrar
Na cozinha a cozinhar
Na arrumação a arrumar
No piano a dedilhar
Na missa a me confessar.
Acudam! Vão me casar
Na cama me engravidar.

No teu leito adormecida
Partirás a navegar.

Meu marido, meu senhor
Na minha vida a mandar.
A mandar na minha roupa
No meu perfume a mandar.
A mandar no meu desejo
No meu dormir a mandar.
A mandar nesse meu corpo
Nessa minh’alma a mandar.
Direito meu a chorar.
Direito dele a matar.

No teu leito adormecida
Partirás a navegar,

Acudam! Me levem embora
Quero marido pra amar
Não quero pra respeitar
Quem seja ele – que importa?
Moço pobre ou moço rico
Bonito, feio, mulato
Me leva embora daqui,
Escrava não quero ser.
Acudam! Me levem embora.

No teu leito adormecida
Partirás a navegar.

A navegar partirei
Acompanhada ou sozinha
Abençoada ou maldita
A navegar partirei.
Partirei pra me entregar
A navegar partirei.
Partirei pra trabalhar
A navegar partirei.
Partirei pra me encontrar
Para jamais partirei.

Dorme menina dormida
Teu lindo sonho a sonhar.

Jorge Amado (10/08/1912 - 6/08/2001)

Etiquetas:

Visita à Exposição "O Nascimento de uma Democracia 81974-1976), na Assembleia da República
O Município de Grândola promoveu no dia 30 de julho uma visita à Assembleia da República e um Passeio pela Baixa Lisboeta, atividade integrada no Programa “Vivam as Férias – Verão 2014”. 
Durante a visita ao Parlamento, os jovens tiveram a oportunidade de visitar a exposição “O nascimento de uma democracia (1974-1976)”, uma organização de José Pacheco Pereira, e conhecer as diversas salas do espaço. 
O Miradouro de São Pedro de Alcântara, a Igreja de São Roque, Teatro da Trindade, Largo do Carmo, Convento do Carmo, Igreja do Sacramento, Café Brasileira, Chiado, Rua Augusta, Arco da Vitória e o Terreiro do Paço fizeram parte do itinerário. O grupo visitou ainda a Exposição de Pintura de Sílvia Patrício, no Carmo Hotel, e o MUDE – Museu de Design e Moda.









Etiquetas: , ,

quinta-feira, 7 de agosto de 2014
Filme da Semana

Ernest & Celestine

um filme de

Benjamin Renner, Vincent Patar e Stéphane Aubier

Argumento e diálogos de Daniel Pennac

Baseado nos livros «Ernest et Celestine» de Gabrielle Vincent


"No mundo convencional dos ursos, é mal visto  estabelecer amizade com um rato. Mas Ernest é um urso diferente, palhaço e músico, que acolhe a pequena Celestine, uma orfã que se sente sozinha no mundo subterrâneo dos roedores.
Ernest e Celestine vão, em conjunto, desafiar as regras... em nome de uma grande amizade."

Etiquetas: ,

quarta-feira, 6 de agosto de 2014
Feira de Agosto*2014 - 28 de Agosto a 1 de Setembro

Etiquetas:

Livro da Semana

Dizem que Sebastião

de

João Rebocho Pais
  


 "Sebastião Breda, vice-presidente de uma multinacional, workaholic e quarentão abastado, percebe um belo dia que a vida lhe tem passado ao lado e decide remediar a solidão convidando uma colega para um jantar romântico. O problema é que a sua bagagem não vai além de estratégias de venda e planos de marketing - e o arraso que leva de Margarida à mesa do restaurante é humilhação bastante para que o seu coração acabe a pregar-lhe um valente susto. O médico recomenda-lhe então um ano de descanso, e Sebastião resolve aproveitá-lo a cultivar-se, fazendo, numa livraria da Baixa, um amigo que lhe dá bons conselhos e sentando-se junto às estátuas dos escritores espalhadas pelas praças e jardins de Lisboa, que, eloquentes à sua maneira, o iluminam sobre os mais diversos assuntos, entre eles, evidentemente, a questão feminina. Um ano depois, não se pode dizer que Sebastião seja o mesmo homem. 
   Depois do muito aplaudido O Intrínseco de Manolo, João Rebocho Pais regressa à ficção com um novo romance - divertido, terno e cheio de ironia - sobre a dicotomia entre números e letras e a pobreza intrínseca de algumas pessoas que só aparentemente são bem-sucedidas. Dizem que Sebastião é uma homenagem aos livros e ao que podemos aprender com eles até sobre nós próprios."

Etiquetas:

terça-feira, 5 de agosto de 2014
Cartaz de Cinema - Agosto

Etiquetas: ,

S. CRISTOVÃO
   "Era zona de muitos desastres e ao domingo o povo da aldeia aglomerava-se junto à curva da morte para ver os desastres e fazer apostas. As modalidades possíveis eram: apostar no número de mortos e feridos entre as oito da manhã e as oito da noite; o tipo de veículos envolvidos (ligeiros ou pesados, nacionais ou estrangeiros) e a cor dominante dos veículos envolvidos. Como a aldeia ficava distante da outra civilização, também se apostava sobre o tempo que levariam a chegar os primeiros socorros. Num domingo de Outono, em que o piso se apresentava particularmente húmido e escorregadio, as gentes da aldeia postaram-se de chapéus-de-chuva e banquinhos à saída da curva, na certeza de um dia de apostas em cheio. O primeiro despiste foi de um camião cisterna carregado de gasolina, que se incendiou espalhando morte e desolação entre os aldeões. A partir daí, decidiu o Governo acabar com a curva da morte e agora eles ficam à espera do Totoloto na televisão, mas não é a mesma coisa."

Alface, in "Cuidado com os rapazes"

Etiquetas:

segunda-feira, 4 de agosto de 2014
Biblioteca Itinerante - Horário e Percurso - Agosto
Novidades Livros

FELLOZA, Soledad
A cozinheira do rei
82 LE-34 FLL (Inf)



MASSANO, Pedro
A Batalha: 14 de Agosto de 1385
82-9 MSS (Juv)




CARDOSO, Miguel
Os engenhos necessários
82 LP-1 CRD

Etiquetas:

sábado, 2 de agosto de 2014
Bom Fim-de-Semana!


Pintura de Claude Monet

Os funcionários da Biblioteca Municipal desejam-lhe um excelente fim-de-semana!
Parabéns, Zeca Afonso!


Hoje, José Afonso faria 85 anos!

"Índios da meia-praia", de Zeca Afonso






Etiquetas:

Poema da Semana

Amor como em Casa

"Regresso devagar ao teu sorriso como quem volta a casa.
Faço de conta que não é nada comigo.
Distraído percorro o caminho familiar da saudade,
pequeninas coisas me prendem,
uma tarde num café, um livro. Devagar
te amo e às vezes depressa,
meu amor, e às vezes faço coisas que não devo,
regresso devagar a tua casa,
compro um livro, entro no
amor como em casa."


Manuel António Pina

Etiquetas: ,