blogspot visitor counter
Biblioteca Municipal de Grândola
Biblioteca Municipal de Grândola
Rua Dr. José Pereira Barradas 7570-281 Grândola tlf:269450080 fax:269498666 biblioteca@cm-grandola.pt
sexta-feira, 31 de outubro de 2014
Bom Fim de Semana

João Fazenda, in "40 X Abril"

Etiquetas:

Poema da Semana
O canto do escravo

Ó noite

vala comum de todos os animais
e dos sonhos que estremecem
os lençóis finos das camas dos senhores

Permite que seja
uma estrela cadente
o que me rasga agora os olhos
e não o estalar do chicote
nas mãos de um vil capataz

Ó noite

canta
canta assim

aqui será o mundo
um dia aqui será o mundo
um dia humanidade
um dia serás

Noite

irmã de minha pele
construtora de sombras magras
e do descanso do meu dono

Canto és
Canto és e não morro

Paulo José Miranda, in "40 X Abril"

Etiquetas:

adVERSUS - Espectáculo Poético de Largo Espectro, por Andante Associação Artística

Biblioteca Municipal

31 de Outubro - 21H00

Esperamos por si!

Etiquetas: , , ,

Extensão MONSTRINHA Famílias - Pais e Filhos


Biblioteca Municipal

2 de Novembro - 11H00

Etiquetas: , ,

quinta-feira, 30 de outubro de 2014
adVERSUS - Espectáculo Poético de Largo Espectro, por Andante Associação Artística

A Biblioteca Municipal de Grândola, no âmbito do 25º aniversário, apresenta esta sexta-feira às 21h30, “adVERSUS” - um  Espectáculo Poético de Largo Espectro, pela  Andante Associação Artística, com interpretação de Cristina Paiva, que dramatiza poemas de: Almada Negreiros, Álvaro Magalhães, Ana Hatherly, António Botto, António Gedeão, Ary dos Santos, Boris Vian, Calderón de la Barca, Camilo Pessanha, Cecília Meireles, David Mourão Ferreira, Eugénio de Andrade, José Paulo Paes, Luís Vaz de Camões, Maria Alberta Menéres, Pablo Neruda, Pedro Oom e Ruy Belo.



Etiquetas: , , ,

Filme da Semana

A grande beleza

um filme de

Paolo Sorrentino


   "Roma no esplendor do verão. Turistas enchem a colina do Janiculum: um homem japonês desfalece, deslumbrado por tamanha beleza. Jep Gambardella (Toni Servillo) - um elegante homem com um charme irresistível, apesar dos primeiros sinais de envelhecimento - goza a vida social da cidade ao máximo. Ele frequenta jantares e festas chiques, onde o seu brilhante humor e agradável companhia são sempre bem-vindos. Jep é um jornalista bem sucedido e um sedutor inveterado, que na sua juventude escreveu um romance de sucesso que lhe valeu um prémio literário e uma reputação de escritor frustrado, embora esconda o seu desencanto por detrás de uma atitude cínica que lhe permite ver o mundo com uma lucidez amarga. No terraço do seu apartamento de Roma, com vista para o Coliseu, ele dá festas onde «o aparelho humano» - que também é o título do seu livro - é despido das suas pretensões e a comédia da vacuidade se desenrola. Cansado deste estilo de vida, Jep sonha por vezes em voltar a escrever, assombrado por memórias de um amor da juventude. Mas será que ele vai conseguir lidar com esse sentimento? Será que tem capacidade para superar este desgosto profundo por si mesmo e pelos outros, numa cidade cuja beleza deslumbrante leva à imobilidade?" 

Etiquetas: ,

quarta-feira, 29 de outubro de 2014
Livro da Semana

Theodore Boone o miúdo advogado

de

John Grisham

   "Na pequena cidade de Strattenburg há muitos advogados e, embora tenha apenas treze anos, Theo Boone julga-se um deles. Theo conhece todos os juízes, polícias e funcionários do tribunal, e sabe imenso sobre leis. Sonha com um futuro na sala do tribunal, mas dá por si numa muito antes do esperado. Por saber tanto, talvez de mais, é arrastado para o meio de um processo sensacional de homicídio. Um assassino impiedoso está prestes a sair em liberdade e Theo é o único que sabe a verdade. A fasquia é elevada, mas Theo não vai desistir até que se faça justiça."

Etiquetas:

terça-feira, 28 de outubro de 2014
Extensão MONSTRINHA Famílias - Pais e Filhos

Cinema de Animação
Sessão para crianças a partir dos 3 anos, jovens e famílias

Apresentação de Fernando Galrito, Director da MONSTRA - Festival de Animação de Lisboa

Biblioteca Municipal

2 de Novembro - 11H00

Etiquetas: , , ,

adVERSUS - Espectáculo Poético de Largo Espectro, por Andante Associação Artística

Biblioteca Municipal

31 de Outubro - 21H30

Etiquetas: , , ,

Encontros imaginários - Humberto Delgado, Salazar e Soror Mariana Alcoforado

Biblioteca Municipal

28 de Outubro - 21H30

Esperamos por si!

Etiquetas: , ,

Os turnos da noite
"Uma enfermeira que faz o turno da noite é uma DJ?"


   "No mundo da saúde, como no mundo normal, há dois tipos de pessoas: as que vivem de manhã e as que vivem de tarde. Há gente que prefere trabalhar de manhã para aproveitar a tarde e outros que preferem trabalhar de tarde para não terem de madrugar; depois vêm os turnos da noite. Essa subespécie que trabalha enquanto toda a gente dorme e de cuja existência ninguém tem consciência.
   Há pouco tempo, estava com umas amigas numa esplanada e comentei: «Na terça-feira não posso ir, tenho de fazer a noite.» Nesse mesmo momento fez-se um silêncio incómodo na mesa ao lado e reparei na forma como olharam para mim. «Sou enfermeira», disse. Não sei se com isso resolvi as coisas ou se as piorei.
   Se alguma coisa têm os turnos da noite, é que são odiados e queridos em partes iguais. Trabalhar de noite aumenta o risco de sofrer um enfarte, diabetes, Alzheimer e olheiras! (estudo realizado em mim mesma!). Mas, por outro lado, tem uma vantagem sobre os restantes turnos: não há nuvem!!! («a nuvem» é a forma carinhosa como chamo a supervisora; porquê? Porque os dias amanhecem sempre com sol até que chega uma nuvem e os lixa).
   Ninguém estudou este fenómeno, mas trabalhar de noite aumenta o risco de ficarmos solteiras e sermos marginalizadas pela sociedade. Embora, como está o mundo, este último aspecto nem seja assim tão mau... e o primeiro também não. Porque é que os arraiais dos santos populares, os musicais, os concertos e as diversões em geral são sempre depois das 9? Ninguém pensa no turno da noite! Este Verão queria ir ao arraial do meu bairro, para ter vida social e disse-me a supervisora «Queres festa? Olha só para esta» e arregaça a bata.
   Outra das coisas más do turno da noite é o dia seguinte. Estamos feitas num oito, acordamos às quatro da tarde, arrastamo-nos da cama para o sofá, do sofá para a casa de banho e dali para o armário das bolachas. Porque, quando se trabalha de noite, no dia seguinte há uma força sobre-humana que só nos deixa comer porcarias. É assim. É como a ressaca de domingo, só que, no nosso caso, é durante a semana.
   Mas nem tudo é mau neste turno. Um dos grandes prazeres que me permito, quando saio do turno da noite, é o de conduzir devagar, sem pressa, como um desses reformados que madrugam para irem até às passadeiras, nos obrigam a parar e depois gesticulam com o braço para que sigamos. Meia cidade louca porque vai chegar tarde ao trabalho e eu com o meu Seat Ibiza, nas calmas, rádio no máximo a dar um concerto só para mim dentro do carro. Claro, isto se for durante a semana. porque se sairmos do turno da noite ao fim-de-semana, além de vermos os zombies a recolher depois de uma noite em festa, deparamos com todos os doentes do coração da cidade que saíram para uma caminhada.
   Se há um turno de eleição no ano, é o da noite de Natal. Quando nos toca trabalhá-lo, não sabemos bem se havemos de nos alegrar ou não, em especial se o plano para a noite de Natal for um jantar de cinco horas com os sobrinhos da terra a esmurrarem-se uns aos outros, com o cunhado, com a prima que tem problemas com a bebida e com a sobrinha adolescente. Além de ter de fazer o jantar e de arrumar tudo... Sim, quero trabalhar na noite de Natal! Nem que tenha de ir substituir outra enfermeira numa ala onde nunca tenha trabalhado e acabe a descascar gambas e a brindar com uma auxiliar e um segurança que nunca tinha visto em toda a minha vida.
   Só mais uma coisa. Depois de todos estes anos a fazer turnos à noite, há algo que ainda não me ficou muito claro: quando chego a casa, de manhã, e antes de ir dormir, tenho de jantar ou tomar o pequeno-almoço?"

Saturnina Gallardo, in "Enfermeira saturada"     


Etiquetas:

segunda-feira, 27 de outubro de 2014
O Livro Escuro e Claro - Encontro com Madalena Victorino
INFORMAÇÃO 

ALTERAÇÃO DA DATA DE REALIZAÇÃO DA SESSÃO "O LIVRO ESCURO E CLARO" 

Devido a compromissos profissionais de última hora e inadiáveis, a formadora Madalena Victorino não poderá realizar a sessão O livro escuro e claro na data prevista. A sessão fica assim agendada para o dia 24 de Novembro, no mesmo local e à mesma hora.
As inscrições poderão ser efectuadas até 21 de Novembro.
Pelo facto e pelos eventuais incómodos causados apresentamos as nossas desculpas.



Etiquetas: ,

Encontros imaginários - Humberto Delgado, Salazar e Soror Mariana Alcoforado
Biblioteca Municipal de Grândola - 25 Anos
Virar Mais uma Página

Amanhã, há “Encontros Imaginários” na Biblioteca Municipal de Grândola. Uma ideia original e textos de Helder Costa, que junta personagens de diferentes épocas, Humberto Delgado, Salazar e Soror Mariana Alcoforado, num encontro imaginário.
“Encontros Imaginários” é apresentado pelo Grupo Ao Luar Teatro com a participação do autor, Helder Costa.




Biblioteca Municipal de Grândola

28 de Outubro - 21H30

Etiquetas: , ,

Novidades Livros

HOMES, A. M.
Assim para nós haja perdão
82 LE-3 HMS



MOORE, Ulysses
A cidade escondida
82 LE-311.3 MRE (Juv)



MACHADO, David
Acho que posso ajudar
82 LP-34 MCH (Inf)

Etiquetas:

sexta-feira, 24 de outubro de 2014
Bom Fim de Semana

Pintura de Manuel Cargaleiro



Bom Fim de Semana

Etiquetas:

Encontros Imaginários - Humberto Delgado, Salazar e Soror Mariana Alcoforado


Biblioteca Municipal 

28 de Outubro - 21H30

Etiquetas: , ,

Poema da Semana
A rima Vazia

Um grito de sapo
chega até mim das nocturnas poças...
A terra é barrenta e as estrelas
voltaram-me as costas.

Um grito de sapo, Máscara
da harmonia, sem tome sem eco,
chega até mim dos charcos da noite...

O vazio do meu profundo tédio
rima com ele num dueto do nada.

Maria Eugenia Vaz Ferreira, in "Onze poetas do modernismo hispano-americano"

Etiquetas:

quinta-feira, 23 de outubro de 2014
Exposição "O meu lugar de memória II"


Largo de São Sebastião

24 de Outubro

9H30 - 17H30

Etiquetas: , ,

Livro da Semana

O escândalo Modigliani

de

Ken Follett


   "O escândalo Modigliani foi publicado pela primeira vez em 1976 e, apesar de ser uma das primeiras obras de Ken Follett, evidencia já a sua mestria como contador de histórias. É um thriller cheio de colorido e efervescente, com um ritmo trepidante e um enredo surpreendente, mas é também uma sátira espirituosa ao universo dos marchands, das galerias e do mercado de arte. Quando Dee Sleign, uma jovem formada em História de Arte a passar o verão em Paris, se depara inesperadamente com a pista de um Modigliani desconhecido que o pintor terá oferecido a um padre seu amigo, não consegue refrear o entusiasmo e comunica a sua descoberta ao tio, Charles Lampeth, dono de uma conceituada galeria de arte em Londres e que de imediato contrata um detetive para descobrir o quadro. Dee parte então para Itália atrás das pistas que levam ao padre, desconhecendo que a notícia já se espalhou e que uma série de outras pessoas se encontram no seu encalce, na esperança de o encontrarem antes dela. Fraudes, vinganças, traições, tudo tem lugar nesta aventurosa corrida contra o tempo pela posse da obra-prima perdida de Modigliani."  

Etiquetas:

terça-feira, 21 de outubro de 2014
Ciclo de Conversas 2014 - "Igualdade de Género: as mulheres no século XXI"



Auditório da Biblioteca Municipal

24 de Outubro - 14H30 

Etiquetas: ,

Sebastião e a guitarra
   "Um dos milionésimos problemas da educação prende-se com a capacidade de persuadirmos os nossos filhos a fazerem coisas que achamos fundamentais para a sua vida futura. Sabem os deuses quantas vezes nós próprios duvidamos das certezas que lhes tentamos impor. Mas, tomada a decisão, resta a árdua tarefa de os pôr a fazer o que julgamos certo.
   A coisa torna-se ainda mais complicada quando se tem mais do que um filho. Quem os tem, sabe quão diferentes podem ser as cabecinhas de criaturas criadas da mesma forma. Uns fingem que ouvem, outros nem fingem. Uns são sensíveis à ameaça de umas bofetadas, outros nem tanto. Enfim.
   No fundo, temos de descobrir o que os motiva ou, na pior das hipóteses, o que os amedronta. Que fique claro, não sou daqueles pais que pensam que não se pode tocar nas criancinhas: um bofetão, no momento certo e na circunstância correta, vale mais que trezentos discursos.
   Às vezes acertamos.
 Na sequência de um desentendimento com o professor de guitarra sobre o número de horas necessárias a uma boa aprendizagem, o meu filho Sebastião quis desistir das aulas de guitarra. Como pai moderno, tentei dialogar: «porque é importante para a tua educação», «Mais tarde, vais agradecer-me». O rapaz olhou para mim com cara de enfado, encolheu os ombros e disse-me: «Pronto, lá vens tu com as falinhas mansas do costume.»
   Confesso, nessa altura hesitei entre um carolo e uma bofetada, mas, como pai liberal, contei até dez, suspirei e voltei à carga: «Meu querido filho, o teu pai adorava ter estudado música e não teve oportunidade e, com sacrifício (é mentira, mas fica sempre bem), quer dar-te essa dádiva única (mordi o lábio, esperando que ele não se risse) e, além do mais, isto é importante para o teu futuro.»
   O sacaninha riu-se mesmo e desfiou o rol de queixas e verdades absolutas daquele dia: que o Bill Gates nem campainhas sabia tocar, que a música deveria ser divertida, que ler risquinhos num papel era uma maçada, que assim não tinha tempo para jogar PlayStation 2 e mais umas quinhentas mil coisas que já não ouvi porque, nessa altura, a minha mão esquerda ganhou vida própria e tentou agarrar um pau de marmeleiro (madeira levezinha...). Felizmente, a minha outra, mais ajuizada, agarrou na dita canhota e a situação não se descontrolou.
   Pus o meu ar mais sério e preparei-me para o que pensava ser o argumento definitivo, o clássico, «meu filho, tens 11 anos e eu é que sei o que é melhor para ti». Mas Nossa Senhora de Fátima, Santa Rita de Cássia e todos os outros santinhos e santinhas do céu iluminaram-me e ouvi desta minha boca que a Terra há de comer: «Ó Sebastião, és mesmo otário, pá. Os gajos que sabem tocar umas músicas têm sempre montes de raparigas atrás deles.»
   O Sebastião teve 20 valores no exame de guitarra."

Pedro Marques Lopes, in "Suaves portugueses"

Etiquetas:

segunda-feira, 20 de outubro de 2014
Biblioteca Municipal - 25 anos
Novidades Livros

TOLLE, Eckhart
O poder do agora
13 TLL



REIS, Patrícia
Mistério no Museu da Presidência
82 LP-311.3 RIS (Juv)



ROBERTS, David
Dentes de vampiro!
82 LE-34 RBR (Inf)

Etiquetas:

sexta-feira, 17 de outubro de 2014
Bom Fim de Semana

António Ramos Rosa (imagem retirada daqui)



Bom Fim de Semana

Etiquetas:

Poema da Semana
A Leitora 

A leitora abre o espaço num sopro subtil.
Lê na violência e no espanto da brancura.
Principia apaixonada, de surpresa em surpresa.
Ilumina e inunda e dissemina de arco em arco.
Ela fala com as pedras do livro, com as sílabas da sombra.

Ela adere à matéria porosa, à madeira do vento.
Desce pelos bosques como uma menina descalça.
Aproxima-se das praias onde o corpo se eleva
em chama de água. Na imaculada superfície
ou na espessura latejante, despe-se das formas,

branca no ar. É um torvelinho harmonioso,
um pássaro suspenso. A terra ergue-se inteira
na sede obscura de palavras verticais.
A água move-se até ao seu princípio puro.
O poema é um arbusto que não cessa de tremer.

António Ramos Rosa (17/10/1924 - 23/09/2013), in "Volante Verde"

Etiquetas:

quinta-feira, 16 de outubro de 2014
O corvo e a raposa
No passado sábado assistimos à dramatização da fábula "O corvo e a raposa" de Jean de La Fontaine (numa adaptação de Ana Oom), pelas funcionárias da Biblioteca Municipal - Cátia Miquelino e Catarina Saldanha, que tiveram o apoio de Sara Basílio no som. Ficam algumas fotografias desse momento.







Etiquetas: ,

Filme da Semana

Ao encontro de Mr. Banks

um filme de

John Lee Hancock



"Tom Hanks e Emma Thompson dão vida à história verídica, nunca antes contada, sobre as origens de um dos mais adorados clássicos da Disney de todos os tempos. John Lee Hancock (Um sonho possível) realiza este aclamado filme, que revela a surpreendente história por trás do filme Mary Poppins.
Determinado a cumprir uma promessa feita às suas filhas, Walt Disney (Hanks) tenta, por vinte anos, obter os direitos de autor do adorado livro de P. L. Travers (Thompson). Fazendo uso de todas as suas criativas ideias. Walt Disney dá tudo por tudo, mas uma relutante Travers recusa-se a ceder. E é apenas no momento em que Walt partilha com a autora a sua complicada infância, que este acaba por descobrir que Travers tem igualmente os seus próprios fantasmas, e juntos acabam por conseguir, finalmente, fazer voar a Mary Poppins para o grande ecrã!"

Etiquetas: ,

Comemorações do Dia do Concelho - Programa





Etiquetas: ,

quarta-feira, 15 de outubro de 2014
Livro da Semana

O todo-meu

de

Andrea Camilleri


"Arianna é uma mulher feita, mas o seu temperamento é deliciosamente infantil. Quando Giulio a conheceu, num dia triste para ambos, foi logo conquistado por esta criatura selvagem, como uma menina abandonada, mas também lindíssima e sensual. Agora que vivem juntos, proporciona-lhe tudo o que ela pode desejar, incluindo aquilo que ele, devido a um grave acidente, já não lhe pode dar...

Aparentemente, não há segredos na vida deste casal, mas nada podia estar mais longe da verdade. Segredos, Arianna tem muitos, e aquele que mais acarinha é o «todo-meu», um refúgio só seu que lembra a pequena caverna no campo onde se refugiava quando era pequena. É aí que vive a sua única amiga verdadeira: Stefania.

À medida que os jogos deste casal se tornam cada vez mais perigosos, a extraordinária Arianna vai sentindo maior dificuldade em fazer a distinção entre a fantasia e a realidade. As consequências serão brutais.

Num jogo refinado e irónico, Camilleri põe a nu os dramas burgueses e conduz o leitor por um labirinto erótico onde, como no mito de Ariadne, vive um Minotauro que se alimenta dos desejos mais obscuros e inconfessáveis.

Uma leitura de um só fôlego, terrível e surpreendente."

Etiquetas:

terça-feira, 14 de outubro de 2014
Explosão em pirotecnia põe trabalhador em órbita
   "Há muito que não se via um foguetório assim. Na sexta-feira, a aldeia de Casal da Burra foi abalada por uma explosão na Fábrica de Foguetes do Amílcar Bombazine, que provocou 3 feridos e 2 desaparecidos. «Homem, não sê o que é que pode ter acontecido. Ê realmente acendi um charrito com um foguete, mas ê faço isso todos os dias e nunca deu problemas... às tantas era a pólvora do foguete que já vinha com defêto!», contou à nossa reportagem, Tó-Zé Morteiro, um dos feridos. Os bombeiros casalburrenses acorreram rapidamente ao local para combater o incêndio e para socorrer os feridos, mas as operações foram dificultadas pela população. «Ò porra, a genti quando viu aquele foguetório fomos logo a correr pr'a lá e fizemos uma valente churrascada porque julgávamos que era um desses arraiais de Verão... só depois é que percebemos que tinha sido uma explosão», disse o Ti Manel Conquilhas, presidente da Comissão de Festas de Casal da Burra. Os três feridos estão internados no Posto Médico, mas nenhum deles corre perigo de vida. Ainda por ndescobrir estão os dois desaparecidos, apesar de já existirem algumas pistas: um deles terá caído em Bagdad e está neste momento a ser interrogado, pois foi confundido com um míssil inteligente disparado pela Força Aérea Americana; o outro foi visto em órbita pela tripulação do vaivem Discovery."

Paulo Jorge Dias, in "A Trombeta de Casal da Burra"

Etiquetas: ,

Exposição "O meu lugar de memória II"



Exposição “ O Meu Lugar de Memória II”

Solicitamos a colaboração dos grandolenses através da cedência de 1 ou 2 fotografias que representem uma memória especial na sua vida (um local ou acontecimento no Concelho), para que as mesmas sejam digitalizadas e ampliadas, em formato A4 ou A3, indicando o local e a data em que foram tiradas.
Estas fotografias serão expostas no Largo de S. Sebastião, no dia 24 de Outubro entre as 9h30 e as 17h30.
As fotos deverão ser entregues no Sector de Museu e Património Cultural na Casa Frayões Metello (Antiga Escola Primária). A devolução dos originais será efectuada de imediato ou com a maior brevidade.

As fotografias poderão também ser digitalizadas e enviadas para o seguinte email:
patrimonio.cultural@cm-grandola.pt

Para qualquer esclarecimento é favor entrar em contacto com: 269 450 039

Etiquetas: ,

segunda-feira, 13 de outubro de 2014
Novidades Livros

COSSERY, Albert
Uma conjura de saltimbancos
82 LE-3 CSS



HENRIQUES, Ricardo
Mar
81'373 HNR (Juv)



CHAUD, Benjamin
A cantiga do urso
82 LE-34 (Inf)

Etiquetas:

sexta-feira, 10 de outubro de 2014
Feira Sénior - Alteração de local
O Município de Grândola informa que as atividades da Feira Sénior »  Geração + agendadas para o Jardim 1º de Maio, a partir das 14h30, vão ter lugar no Parque de Feiras e Exposições de Grândola, devido à previsão de condições meteorológicas adversas para dia 11 de Outubro.



Etiquetas:

Bom fim de semana

Ruy Cinatti (8/03/1915 - 12/10/1986), por Maluda


Bom fim de semana para todos

Etiquetas:

Poema da Semana
TEMPO METEOROLÓGICO

De um dia para o outro
o tempo não muda
ou muda a distância
de um chapéu-de-chuva.

Tempo-boletim
que se engana mal.
Tempo dia-imenso
de cabeça ao sol.

De um dia para o outro
o que fui passou
e foi novamente
quem nunca mudou.

Ó tempo nervura
de uma folha breve.
Ó tempo nervura
que ao tempo se entrega.

Entre um dia e outro,
o tempo perpassa
como pena d'ave
sobre o lume d'água,

como renitente
convite à distância,
o tempo presente
na minha vontade.

Ruy Cinatti, in "Tempo na cidade"

Etiquetas:

quinta-feira, 9 de outubro de 2014
Prémio Nobel da Literatura 2014



Patrick Modiano vence Prémio Nobel da Literatura

"O escritor francês de 69 anos é o vencedor do prémio mais prestigiado da literatura. Tem várias obras publicadas em Portugal, entre as quais "O Horizonte" e "A Rua das Lojas Escuras".

O escritor Patrick Modiano foi galardoado com o prémio Nobel da Literatura 2014, anunciou esta quinta-feira a Academia Sueca, em Estocolmo.

Francês, já publicou cerca de 30 livros, maioritariamente romances, mas também guiões de cinema e livros infantis. Alguns deles estão publicados em Portugal.

Ao anunciar o nome de Modiano, a Academia destacou-lhe “a arte da memória que utilizou para evocar os destinos humanos mais inalcançáveis e para revelar o universo da ocupação”. Nascido em 1945, ano em que terminou a II Guerra Mundial, é filho de um italiano judeu. O tema da ocupação nazi foi o tema do primeiro livro que publicou, La Place de l’Etoile, em 1968."

Notícia retirada daqui

Etiquetas: ,

Filme da Semana

Expiação

um filme de

Joe Wright

"Keira Knightley (O amor acontece) e James McAvoy (O último Rei da Escócia) são os protagonistas deste extraordinário filme do realizador de Orgulho e preconceito.
Devido a uma série de mal-entendidos catastróficos, Robbie Turner (James McAvoy) é acusado de um crime que não cometeu. Esta acusação destrói a recente paixão de Robbie e Cecilia (Keira Knightley) e altera de forma dramática o rumo das suas vidas.
Um romance arrebatador, que é tão fascinante quanto profundo, e «o mais próximo da perfeição que um filme pode atingir»."

Etiquetas: ,

quarta-feira, 8 de outubro de 2014
6ª Feira Sénior de Grândola * 2014 - Geração mais

Etiquetas: ,

O corvo e a raposa - 11 de Outubro - 11H00


Biblioteca Municipal de Grândola


11 de Outubro - 11H00


Esperamos por si!


Etiquetas: ,

Livro da Semana

Adultério

de

Paulo Coelho


"Uma mulher, casada, mãe de dois filhos, e jornalista de carreira, começa a questionar a rotina e a previsibilidade dos seus dias. Aos olhos de todos, tem uma vida perfeita: um casamento sólido e estável, um marido dedicado, filhos alegres e felizes, um trabalho que a faz sentir-se realizada. Contudo, já não é capaz de suportar o esforço necessário para fingir que é feliz, quando a única coisa que sente pela vida é uma enorme apatia. Tudo muda quanto reencontra, acidentalmente, um antigo namorado da sua adolescência. Quando se reencontram, desperta nela uma inesperada e violenta paixão, e fará tudo o que seja preciso para conquistar esse amor impossível. "

Etiquetas:

terça-feira, 7 de outubro de 2014
Cartaz Cinema - Outubro

Etiquetas: ,