blogspot visitor counter
Biblioteca Municipal de Grândola
Biblioteca Municipal de Grândola
Rua Dr. José Pereira Barradas 7570-281 Grândola tlf:269450080 fax:269498666 biblioteca@cm-grandola.pt
sexta-feira, 31 de janeiro de 2014
Bom Fim de Semana

"Estudo de Mulher" de Fernando Namora


Bom fim de semana

Etiquetas:

Poema da Semana
A VOZ QUE É VOSSA

Em mim fala a voz que é vossa
multiplica-se-me a imagem no prisma
um murmúrio na aragem
e logo me vibram as tensas cordas.
Fecundam-se-me as mãos
ao bafo do plantio
na minha face expectante
vejo as vossas uma a uma
ardem-me os sóis alheios
na minha antiga penumbra.
Tudo ecos tudo ventos.

Sei lá que é isto
sei lá se existo.

Fernando Namora (15 de abril de 1919 - 31 de janeiro de 1989), in "Nome para uma casa"

Etiquetas:

O Tempo dos Dinossauros - Filme 3D



SESSÃO DE CINEMA COM A PARTICIPAÇÃO DO INVESTIGADOR E PALEONTOLOGISTA BRUNO RIBEIRO

Depois de cada sessão, Bruno Ribeiro irá partilhar algumas experiências sobre o seu trabalho, desmistificar alguns assuntos e responder a questões, tudo com o auxílio de fósseis e materiais utilizados em escavações. A ideia é cada um poder questionar-se e discutir em conjunto o que acabou de ver.
A presença de Bruno Ribeiro, investigador na área da paleontologia e funcionário do Museu Nacional de História Natural e da Ciência - Universidade de Lisboa, pretende complementar cientificamente o filme e aproximar a temática dos espectadores.

Etiquetas:

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014
Dia de S. Valentim - Concurso de cartas de amor
Biblioteca Itinerante - Horário e Percurso - Fevereiro
quarta-feira, 29 de janeiro de 2014
Livro da Semana

Morte com vista para o mar

de

Pedro Garcia Rosado


"Nas traseiras de uma moradia isolada nas Caldas da Rainha, um professor de Direito reformado aparece morto à machadada. Patrícia, inspetora-coordenadora da Polícia Judiciária, pede ajuda ao ex-marido Gabriel Ponte, antigo inspetor da PJ, que assim regressa ao mundo da investigação criminal.
Meses antes, o professor tinha contactado Patrícia, a sua antiga aluna e amante, para denunciar a existência de um esquema de corrupção e de lavagem de dinheiro em torno do projeto de um empreendimento turístico gigantesco nas falésias da costa atlântica.
As primeiras provas apontam para que este homicídio seja resultado de um affaire com uma mulher casada, mas poderá o professor ter sido assassinado por saber demais?
Morte com vista para o mar é a primeira história de uma nova coleção de Pedro Garcia Rosado, que o autor dedica às investigações de Gabriel Ponte e Patrícia Ponte. Juntamente com a jornalista Filomena Coutinho, com quem formam um triângulo com um passado nebuloso, o ex-casal vai envolver-se em casoso e processos solidamente baseados na realidade nacional."

Etiquetas:

Cartaz de Cinema - Fevereiro 2014

Etiquetas: ,

terça-feira, 28 de janeiro de 2014
CineMina - O Tempo dos Dinossauros: O Filme 3D - Cine Granadeiro - Auditório Municipal


CineMina - O Tempo dos Dinossauros: O Filme 3D
31 JANEIRO » 11H(Sessão escolar) e 21H (sessão público em geral) 

Recentes descobertas e um avanço na tecnologia permitiram introduzir dinossauros novos e originais que são mais reais do que nunca, e colocar os espectadores no meio de uma emocionante e épica aventura pré-histórica, onde um pequeno dinossauro triunfa contra todas as probabilidades para se tornar um reconhecido herói.

Preço dos Bilhetes Cinema 3D:
Adultos: 4€
Crianças e Seniores: 3 €
Portadores de Cartão Jovem Municipal: 3, 20€

Etiquetas:

Biblioteca sobre rodas


"A furgoneta ancorou no largo e abriu a porta de trás.
Passaram dois miúdos e espreitaram-lhe para o bojo.
Esperavam ver brindes, bolas, rebuçados, mas só havia livros.
Ruminavam sobre tanta lombada quando chegou a Josefa,
a mulher do tipógrafo do Comércio do Porto.
Vinha trocar o Alexandre Dumas pela Odete Saint Maurice.
Depois apareceu a Júlia, a aprendiza de modista.
Demorou-se em negociações com o bibliotecário,
queria arriscar uma leitura mais audaz,
folheava um Aquilino como se aferisse a penugem dum veludo,
torcia o nariz a um Eça, pedia opinião sobre um Camilo.
Acabou por levar um Júlio Dinis - à experiência.
E um Corin Tellado - por segurança.
Um rapaz espigadote passou por ela e perguntou
- vais aprender a escrever cartas ao teu namoro na Guiné?
Ela fustigou-o com uma injúria e seguiu caminho
com a altivez de quem é boa demais para pisar aquele chão.
O filho do merceeiro só deu de si ao lusco-fusco
para deixar o Júlio Verne e levar o Emílio Salgari.
Era sempre o último porque estudava no Infante 
e apanhava de seguida o trolley até à Praça da Galiza.
Só então a carripana acendia os faróis amarelos,
para voltar quinze dias depois, sempre à quinta-feira.
À noite, quando o silêncio desemboca no pensamento interior,
aquelas almas espreitavam o bojo das personagens.
Eram pequenos deuses obsequiados pela máquina da literatura.
Mas ninguém explicou àqueles dois miúdos a sua utilidade."

Carlos Tê (textos) e Manuela Bacelar (ilustrações), in "Cimo de Vila" 


Etiquetas:

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014
Energia Jovem - Revista Digital


Já está disponível o nº 8 da Revista Digital Energia Jovem. 

Etiquetas: ,

Novidades Livros

SCHWALBE, Will
Os livros do final da tua vida
82 LE-3 SCH



RUDNICK, Elizabeth
Iron Man nasceu
82 LE-311.3 RDN (Juv)



ROGEON, Sandrine Deredel
Pedro no parque
82 LE-34 RGN (Inf)

Etiquetas:

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014
Bom Fim de Semana
Ary dos Santos
(http://desenhosdorui.blogs.sapo.pt/2006/04/?page=2)


Bom Fim de Semana 

Etiquetas: ,

Poema da Semana
O GUARDA CHUVA

Chovem protestos palavras
dramaturgos e profetas
a chuva dos manifestos
fecunda a horta das letras.
Chovem bátegas de sílabas
chovem doutrinas e tretas
chovem ismos algarismos
que numeram os poetas.

Chovem ciências ocultas
chovem ciências concretas
e nascem alfaces cultas
para poemas-dietas.
Chovem tiros de espingarda
chovem pragas e lamentos
e cresce a couve lombarda
nos quintais do sentimento.

Chove granizo política
dum céu carranca cinzento
constipa-se logo a crítica
que se mete para dentro.
Chovem as poetisas símias
da menina flor dos olhos
surgem canteiros de zínias
salpicados de repolhos.

Chovem as mulheres a dias
com os sonetos nas curvas
lavadeiras de poesia
em barrela de águas turvas.
chove uma chuva de pedra
chovem astros em cardume
há uma erva que medra
com este estrume de lume.

Medra a erva do talento
medra a baga do azedume
não há erva que não medre
nas estufas do ciúme.
Chove uma chuva miúda
que é chuva de molhatolos
sai o poema taluda
e saem rimas nos bolos.

Para o poeta que chova
por dentro,em razão inversa,
forçoso é ter guarda-chuva
contra a palavra perversa
que foi um chão que deu uva
e hoje só dá conversa.

José Carlos Ary dos Santos (7 de dezembro de 1937 - 18 de janeiro de 1984), in "Obra Poética"

Etiquetas:

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014
Filme da Semana

Regra de silêncio

um filme de

Robert Redford


"Em REGRA DE SILÊNCIO, Jim Grant (Robert Redford) é um advogado de direito civil e pai solteiro que vive com a sua filha nos tranquilos subúrbios de Albany, Nova Iorque.
A sua vida sofre uma reviravolta quando o jovem jornalista Ben Shepard (Shia LaBeouf) expõe a sua verdadeira identidade de ex-membro de um grupo radical anti-guerra procurado por um assassinato cometido na década de 70. Depois de viver mais de 30 anos com outra identidade, Grant é obrigado a fugir, tornando-se o alvo de uma perseguição nacional, conduzida pelo FBI. A única forma de escapar é partir numa jornada pelo país à procura da única pessoa que o poderá ilibar.
Enquanto jornalista, Ben Shepard tem noção da importância da notícia que descobriu, e sabe que esta é a oportunidade de uma vida. Movido pelo reconhecimento profissional, Shepard está disposto a fazer de tudo para não perder o seu «furo» jornalístico e por isso decide investigar a fundo o passado de Grant. Apesar das advertências do seu editor e das ameaças do FBI, Shepard persegue Grant, incansavelmente, por todo o país. À medida que Grant vai estabelecendo contato com os antigos membros do grupo anti-guerra «The Weather Underground» ao qual pertencia, Shepard acaba por perceber que a história de Grant não é assim tão simples. Antes que o FBI alcance Grant, Shepard acaba por desvendar o segredo que Grant guardou nas últimas três décadas. Qunado os dois finalmente se encontram cara-a-cara, cada um terá de enfrentar quem é realmente.
Realizado por Robert Redford e para além da sua presença e de Shia LaBeouf, REGRA DE SILÊNCIO conta ainda com as participações de Susan Saradon, Chris Cooper, Nick Nolte, Julie Christie, Sam Elliott, Brendan Gleeson, Stanley Tuci, Terrence Howard, Anna Kendrick e Richard Jenkins."   

Etiquetas: ,

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014
Livro da Semana

O Botequim da Liberdade

de

Fernando Dacosta


"A última grande tertúlia de Lisboa - que marcou cultural e politicamente várias décadas portuguesas - teve lugar no Botequim, bar do Largo da Graça criado e projectado por Natália Correia."

"Nele fizeram-se, desfizeram-se revoluções, governos, obras de arte, movimentos cívicos; por ele passaram presidentes da República, governantes, embaixadores, militares, juízes, revolucionários, heróis, escritores, poetas, artistas, cientistas, assassinos, loucos, amantes em madrugadas de vertigem, de desmesura.

Costa Gomes, Ramalho Eanes, Manuela Eanes, Mário Soares, Jorge Sampaio, Maria José Ritta, Francisco Sá Carneiro, Snu Abecassis, Maria de Lourdes Pintasilgo, Amália Rodrigues, José Saramago, Isabel da Nóbrega, José Cardoso Pires, Baptista-Bastos, José Craveirinha, Lygia Fagundes Telles, Nélida Piñon, Ruth Escobar, José Aparecido de Oliveira, Melo Antunes, Otelo Saraiva de Carvalho, Vítor Alves, Laborinho Lúcio, D. Maria Pia, Maria João Pires, Eunice Muñoz estiveram sentados, e cumplices, e divertidos na sua saleta de músicas e cetins, intrigas e exultações.

A magia do Botequim tornava-se, nas noites de festa, feérica. Como num iate de luxo, navegava-se delirantemente (é uma viagem assim que neste livro se propõe) em demanda de continentes venturosos, de ilhas de amores a encontrar. O futuro foi ali, como em nenhuma outra parte do País, festivamente antecipado nunca houve, nem por certo haverá, nada igual entre nós."

Etiquetas:

terça-feira, 21 de janeiro de 2014
Jesus Cristo era Alentejano
"Afinal, como era o rosto de Cristo? Um grupo de investigadores da Universidade de Beja desenvolveu uma pesquisa histórica e chegou a uma conclusão surpreendente: Jesus Cristo era Alentejano. "Ò contrário do que toda a genti pensa, o Jesus Cristo não tinha aquela cabelêra de roquêro... no perfil que nós criámos, o magano tinha assim umas patilhas que lhe chegavam quase inté ò queixo, usava uma barba rala de 3 ô 4 dias, andava sempre com uma bóina enfiada na cabeça e nunca dispensava a samarra nem o cajado", contou à nossa reportagem Vítor Milícias, chefe da equipa de investigação.
No entanto, a tese do Cristo Alentejano está a levantar polémica nos meios religiosos. A empresa Vaticano All Stars, que detém os direitos de imagem das figuras mais importantes da igreja católica, anunciou que vai processar os investigadores: "Ora porra, vocemessês já viram os prejuízos que vamos ter na Páscoa... isto cá pr'a mim é mas é tudo uma artimanha pr'a nos rôbarem o negócio do merchandising religioso. É que a genti faz uma pipa de massa à conta dos catecismos, velas, T-Shirts, sandálias, sapatilhas, mochilas, isqueiros, loiças, jogos de computador, CD's e videos", disse Paulino Barrabás, porta-voz da empresa." 

Paulo Jorge Dias, in "A Trombeta de Casal da Burra"

Etiquetas:

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014
Animação do livro e da leitura para todos
"Três desejos", de Eva Mejuto inspiraram, Catarina Saldanha, na adaptação do conto tradicional português. Desta vez, um pobre casal de velhotes debate-se com as dificuldades da vida... Uma velha rezingona (Catarina Saldanha) e um velho cantor romântico (Cátia Miquelino), que afinal ficaram sem uma nova dentadura de ouro, sem fatos novos, sem um palácio de diamantes,... Porém, contentaram-se com a simplicidade do pão com chouriço. Com o apoio de Sara Basilio na sonoplastia.









Etiquetas: ,

Novidades Livros

Oom, Paulo
Não te volto a dizer!: Como educar com amor e disciplina
159.92 OOM




REAL, Miguel
Mensagem de Fernando Pessoa comentada por Miguel Real
82.09 RAL




BACCALARIO, Pierdomenico
Não se mata um grande mágico
82 LE-312.4 BCC (Juv)

Etiquetas:

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014
Bom Fim de Semana

Eugénio de Andrade, por Ana Paula Lopes



Bom Fim de Semana

Etiquetas:

Poema da Semana
O Silêncio 

Quando a ternura
parece já do seu ofício fatigada,

e o sono, a mais incerta barca,
inda demora,

quando azuis irrompem
os teus olhos

e procuram
nos meus navegação segura,

é que eu te falo das palavras
desamparadas e desertas,

pelo silêncio fascinadas.

Eugénio de Andrade (19 de janeiro de 1923 - 13 de junho de 2005), in "Obscuro domínio"

Etiquetas:

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014
Sessão de Contos de Graúdos para Miúdos - 18 de Janeiro - 11H00

Etiquetas: ,

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014
Livro da Semana

Alice

de

Caroline Stoessinger


"Aos 109 anos, a pianista Alice Herz-Sommer é uma testemunha viva do último século e dos primeiros anos deste que se inicia. Viu um pouco de tudo: sobreviveu ao campo de concentração de Theresienstadt, assistiu ao julgamento de Adolf Eichmann em Jerusalém, e contactou com algumas das figuras mais fascinantes da cultura, da política e da história do nosso tempo.
Ainda criança em Praga, passava férias com Franz Kafka, Gustav Mahler e Sigmund Freud; Rainer Maria Rilke era muito amigo da mãe de Alice. Mais tarde, quando decidiu ir viver para Israel, tocou para Golda Meir, Leonard Bernstein e Isaac Stern, entre muitos outros. Actualmente vive em Londres, onde continua a tocar piano várias horas por dia.
Apesar de ter estado detida num campo de concentração e de os nazis terem assassinado a sua mãe, o seu marido e vários amigos próximos, Alice é uma mulher vitoriosa que decidiu viver sem amargura. Este livro relata a impressionante e inspiradora história de determinação feroz de uma mulher - por vezes enfrentando o lado mais negro dos seres humanos - em ver o lado bom da vida.
É uma lição de amizade e optimismo, da importância de viver de uma forma simples e com esperança. É a história da música de uma vida em que não se desiste."   

Etiquetas:

terça-feira, 14 de janeiro de 2014
Super Ego
"Mulher participa desaparecimento do seu Super Ego. Estima-se que a ocorrência não seja recente, pois a proprietária suspeitava, a princípio, tratar-se de «mais uma crise depressiva», tendo ignorado o sucedido. Em chorosas declarações, apela ao bom senso do evadido. «Costumava levá-lo atado ao pulso, por um cordel, pois sempre teve o hábito de pairar demasiado alto. Não foi falta de advertimento, pois eu dizia-lhe que precisava dele mais perto de mim. Não sabia como acompanhar a sua grandeza de espírito. Até subia a árvores e telhados, para o convencer a ficar comigo, e por mais do que uma vez tive quedas terríveis. Mas ele nunca se contentou com as minhas limitações. O sonho dele era cruzar a troposfera, ser gasoso e respirável por nações inteiras. Tinha um poema tatuado no corpo. Era o poema da minha vida.»"

Joana Aguiar, in "Ler: Livros & Leitores" nº 117

Etiquetas:

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014
DECO - Apoio Jurídico 2014

Etiquetas:

Novidades Livros

BLANCO-SOLER, Sol
Crónicas do Céu
159.96 SLR




LOPES, Pedro
O meu médico de família
616 LPS




BENTON, Jim
As minhas calças estão assombradas
82 LE-3 BNT (Juv)

Etiquetas:

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014
Bom Fim-de-Semana"
Ilustração André da Loba

Um bom fim-de-semana para todos!!

Poema da Semana
CURUPIRA

Uri! Uri! Uuuu! Iiiiiiii...
Ouve só! O que foi isso?
Olha lá! Que é? Cotia? Hum-hum...

Caçador viu pegada, foi atrás.
Achou que fosse paca. Ixe!
Era nada!

Corre-corre, não demorou muito,
caçador deu de cara com o Curupira!
Cruzes!

Ele mesmo, o Curupira, curumim
guardião das matas, bole com ele pra ver!
O cabelo verde, comprido...

Quando caçador pôs reparo
nos pés do guri, virados para trás,
caçador se mijou de medo!

Aí que Curupira ficou se rindo
aquele seu riso branco, riso comprido...
Uri! Uri! Uuuu! Iiiiiiii....

Eucanaã Ferraz in "Bicho de sete cabeças e outros seres fantásticos"

Etiquetas:

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014
Filme da Semana


Coraline e a porta secreta

um filme de

Henry Selick


"Do visionário Realizador de «O ESTRANHO MUNDO DE JACK», e baseado no Romance de sucesso de Neil Gaiman, chega-nos esta espectacular aventura de animação «stop-motion»!
Coraline Jones (voz de Dakota Fanning) vive aborrecida até que encontra uma porta secreta e descobre do outro lado uma versão alternativa e melhor da sua vida.
Quando este mundo aparentemente perfeito e os seus pais alternativos - incluindo a sua outra Mãe (voz de Teri Hatcher) - a tentam aprisionar, Coraline tem que usar todas as suas capacidades, determinação e coragem para escapar a este mundo perigoso - e salvar a sua família!"



Etiquetas: ,

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014
Exposição de Ilustração "Histórias da Ajudaris'12" - 8 de Janeiro a 8 de Fevereiro
Três Desejos - 11 de Janeiro - 11H00
Livro da Semana

Portugal definitivo

de

António Victorino D'Almeida


"O herói de Coca-Cola Killer regressa para desmascarar os falsos poderosos e revelar as verdades incómodas do nosso país"

"Podemos todos rir e pensar com esta frenética e indignada sátira de António Victorino D'Almeida. Vai fogo de rajada, mas disparos certeiros atingem usos e costumes, modernidades e tradições, impostores políticos e subterrâneos de negociatas, a ausência de escrúpulos feita regra de vida no país e nestes tempos do mundo. Ilustrada por uma extensa galeria de personagens caricaturais - com nomes que, por si só, despertam o riso - o autor do excelente Coca-Cola Killer volta a esvoaçar entre o sarcasmo e puro gozo."

Mário Zambujal, in Posfácio

Etiquetas:

terça-feira, 7 de janeiro de 2014
Biblioteca Itinerante - Horário e Percurso - Janeiro 2014
A Gata que preferiu viver dentro de casa
"Existem muitas histórias que explicam a forma como os cães foram domesticados, mas este conto shona do Zimbabué, contado originalmente na língua karanga ao musicólogo Hugh Tracey, explica a forma como os gatos se tornaram habitantes acarinhados das casas humanas."

     "Há muito, muito tempo existia uma gata, uma gata selvagem, que vivia sozinha no meio do mato. Cansada de viver sozinha, arranjou marido, um gato selvagem que ela considerava o animal mais esperto de toda a selva.
     Um dia, seguiam eles a sua jornada por entre o capim, saltou-lhes ao caminho o Leopardo, que derrubou o marido Gato e o atirou para a poeira.
     - O-oh! - exclamou a Gata. - Vejo agora que o meu marido está coberto de pó e já não é o animal mais esperto da selva. O mais esperto é o Leopardo.
     E a Gata foi viver com o Leopardo.
     Felizes, viveram juntos até ao dia em que, andavam eles a caçar no mato, de repente surgiu o Leão que atacou o Leopardo pelas costas e o devorou num instante.
     - O-o-oh! - exclamou a Gata. - Vejo agora que o Leopardo não é o animal mais esperto da selva. O mais esperto é o Leão.
     E a Gata foi viver com o Leão.
     Felizes, viveram juntos até ao dia em que, andavam eles a passear na floresta, surgiu uma sombra ameaçadora por cima das suas cabeças, e - chap-chap - o Elefante pôs uma pata em cima do Leão e esmagou-o contra o chão.
     - O-o-o-oh! - exclamou a Gata. - Vejo agora que o Leão não é o animal mais esperto da selva. O mais esperto é o Elefante.
     E a Gata foi viver com o Elefante. Montava-se nas costas dele, agarrada ao pescoço junto às suas enormes orelhas.
     Felizes, viveram juntos até ao dia em que, andavam eles por entre os canaviais à beira do rio, e - pum!-pum! - ouviu-se um estampido, e o Elefante caiu redondo no chão.
     A Gata olhou à sua volta e viu um homem com uma espingarda.
     - O-o-o-o-oh! - exclamou a Gata. - Vejo agora que o elefante não é o animal mais esperto da selva. O mais esperto é o Homem.
     E a Gata seguiu o Homem ao longo do caminho até à casa dele, e subiu para o telhado da sua cubata. 
     - Até que enfim! - exclamou a Gata. - Acabo de encontrar a criatura mais esperta da selva.
     Vivia no telhado da cubata e começou a caçar os ratos e ratazanas que havia na aldeia. Um dia, estava ela no telhado a aquecer-se ao sol, ouviu um barulho que vinha do interior da cubata. As vozes do Homem e da Mulher aumentaram de tom, até que o Homem saiu para o exterior e caiu redondo no meio da poeira.
     Ah! Ah! - exclamou a Gata. - Agora é que eu sei quem é a criatura mais esperta em toda a selva. É a Mulher.
     A Gata desceu do telhado, entrou na cubata e sentou-se junto ao lume.
     E aí ficou até aos dias de hoje."

in "As mais belas fábulas africanas: as histórias preferidas de Nelson Mandela" 

Etiquetas: ,

Festa de Natal!!

No passado dia 18 de dezembro, a Biblioteca Municipal esteve presente na tradicional Festa de Natal dos filhos dos trabalhadores da Autarquia, realizada pela Câmara Municipal.






Etiquetas: ,

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014
Cartaz de Cinema - Janeiro 2014

Etiquetas:

Novidades Livros

SÁ, Eduardo
Tudo o que o amor não é
159.94 SA



SANTOS, Sónia Morais
Cocó na fralda
82 LP-3 SNT



BACCALARIO, Pierdomenico
Um copo de veneno
82 LE-312.4 BCC (Juv)


Etiquetas: