blogspot visitor counter
Biblioteca Municipal de Grândola
Biblioteca Municipal de Grândola
Rua Dr. José Pereira Barradas 7570-281 Grândola tlf:269450080 fax:269498666 biblioteca@cm-grandola.pt
sexta-feira, 30 de dezembro de 2011
Bom Fim-de-Ano

Os funcionários da Biblioteca Municipal desejam a todos os leitores um próspero ano novo!
Poema da Semana
Desejo

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconsequentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar ".

Victor Hugo

Etiquetas: ,

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011
Formação de Escrita Criativa
A Biblioteca Municipal de Grândola está a preparar uma formação de Escrita Criativa dirigida à população adulta, a partir de fevereiro de 2012. É nosso objetivo transmitir um conjunto de técnicas fundamentais para o desenvolvimento da produção escrita, através de jogos/exercícios de desbloqueamento das ideias, memórias e emoções. Neste sentido, serão desenvolvidas diversas atividades que pretenderão ajudar a encontrar o caminho para a escrita de uma forma divertida e construtiva.

Horário da Oficina de Escrita: 1 de fevereiro a 7 de março - 4ª feiras, das 21h às 23h

Solicitamos aos interessados que se inscrevam até ao próximo dia 25 de janeiro (por email, telefone ou presencialmente).


Etiquetas:

Filme da Semana
As Múmias do Faraó

Um filme de Luc Beson

"Estamos no ano de 1912. Adèle Blanc-Sec, uma jovem e intrépida repórter, disposta a qualquer coisa para atingir os seus objectivos, inclusive navegar rumo ao Egipto para enfrentar múmias de todas as formas e tamanhos.
Enquanto isso, em Paris, o pânico está instalado.
Um ovo de dinossauro com 136 milhões de anos eclode misteriosamente no Museu de História Natural, e o pássaro invade os céus da cidade espalhando o terror.
Mas nada nem ninguém conseguirá parar Adèle Blanc-Sec, cujas aventuras vão revelar ainda mais surpresas extraordinárias."

Este DVD encontra-se disponível para visionamento na Biblioteca Municipal.

Etiquetas:

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011
Biblioteca Itinerante - Janeiro
Livro da Semana
Na Rua Árabe

de

Nuno Rogeiro


"O alegado perfil "anti-Jihadista" do homicida em massa de Oslo é uma espécie de retrato ao espelho de numerosos candidatos a mártires, no Médio Oriente.
Mas a política interna nos países islâmicos é muito mais complexa do que mera acção-reacção determinada pelo terrorismo, ou pela relação com Israel.
A "revolta árabe", que não começou em 2010, nem se restringe ao mundo árabe, é um grande movimento sem destino certo, mas com causas determinadas. Importa compreendê-lo, antes de o julgar. Este livro tenta encontrar algumas chaves - sempre provisórias - desse entendimento".

Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal com a cota 323 RGR

Etiquetas:

terça-feira, 27 de dezembro de 2011
Os Três Reis Magos
Na passada quarta-feira, 21 de Dezembro, as técnicas da Biblioteca Municipal  transformaram-se em Reis Magos, para animarem a Festa de Natal dos Filhos dos Funcionários da Câmara.
Belchior, Gaspar e Baltazar andaram perdidos em Grândola, pois não encontravam o caminho para Belém. Aflitos pediram ajuda às crianças.
Através de  palavras mágicas, como renas, neve, azevias, menino jesus entre outras, as crianças aconselharam  aos reis o caminho mais próximo, para que estes pudessem entregar a tempo e horas, a mirra, o ouro e o incenso ao menino jesus.





Etiquetas:

O Naufrágio
Graças ao hábito do granjeio, como lhe chamava o meu pai, certo dia pude ver um naufrágio. Quem o trouxe para casa foi o meu tio, o solteiro, que coleccionava cartas.
- O que é que trazes hoje? - perguntei-lhe.
- Um naufrágio - respondeu.
- E o barco?
- Sem barco. Só naufrágio - disse, e subiu à duna, que naquele dia estava perto da janela que dava para o entardecer.
O naufrágio não se via, mas notava-se que era grande pesadelo.

Pablo Albo in "Diógenes"

Etiquetas:

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011
Novidades Livros


CARVALHO, Maria João Lopo de
Marquesa de Alorna
82 LE-3 CRV

MENDES, Miguel Gonçalves
José e Pilar: conversas inéditas
82 LP-3 MND



BRENA, Silvia
Maya Fox
82 LE-3 BRN (Juv.)

BACCALARIO, Pierdomenico
Century
82 LE-311.3 BCC (Juv.)



ZEE, Ruth Vander
A história de Erika
82 LE-34 ZEE (Inf.)

PRÉVERT, Jacques
Para fazer o retrato de um pássaro
82 LE-34 PRV (Inf.)

Etiquetas:

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011
Boas Festas

Os funcionários da Biblioteca Municipal desejam a todos umas Festas Felizes
Poema da Semana
HINO À BELEZA

Virás do céu profundo ou surges do abismo,
Beleza?! o teu olhar, infernal e divino,
Gera confusamente o crime e o heroísmo,
E podemos, por isso, comparar-te ao vinho.

Conténs no teu olhar o poente e a aurora;
Expandes os teus odores qual noite de trovoada;
Teus beijos são um filtro e uma ânfora, a boca,
Tornando o herói cobarde e a criança arrojada.

Vens da treva mais negra ou descerás dos astros?
Encantado, o Destino é um cão que te segue;
Semeias ao acaso alegrias, desastres,
E por dominares tudo é que nada te interessa.

Caminhas sobre os mortos, que são o teu gozo;
Das tuas jóias, o Horror é das que mais fascina,
E entre tais enfeites, o próprio Assassínio
Vai dançando feliz no teu ventre orgulhoso.

O insecto, deslumbrado, procura-te a chama,
Arde, crepita e diz: Benzamos esta luz!
O apaixonado trémulo, aos pés da sua dama,
Parece um moribundo a afagar o sepulcro.

Mas que venhas do céu ou do inferno, que importa,
Beleza! monstro ingénuo, assustador, excessivo!
Se o teu olhar, teus pés, teu riso, abrem a porta
De um Infinito que amo e nunca conheci?

De Satanás ou Deus, que importa? Anjo ou Sereia,
Se tu tornas - ó fada de olhos de veludo,
Ritmo, perfume, luz, ó rainha perfeita! -
Mais leve cada instante e menos feio o mundo?

Charles Baudelaire (1821-1876), Poema escolhido por Eduardo Lourenço, in "Os Poemas da minha vida"

“O filósofo e ensaísta Eduardo Lourenço, aos 88 anos e com uma vasta obra publicada, foi distinguido com o Prémio Pessoa 2011. A atribuição do prémio justifica-se pelo seu importante papel de intérprete da identidade portuguesa numa projecção internacional, e pela sua generosidade e modéstia com que sempre partilha os seus pensamentos na área dos Estudos Portugueses e Pessoanos, contribuindo para uma nova visão cultural, ética e cívica da sociedade do nosso tempo.”

Etiquetas: ,

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011
Tolerância de Ponto

Etiquetas:

Animação do Livro e da Leitura para Todos
No decorrer desta semana a Catarina Saldanha e a Cátia Miquelino continuaram com a dramatização da história “A Menina dos Fósforos”. Têm tido a ajuda, no apoio técnico, da Sofia Pereira, Sara Basílio e Josef Jordão. Esta iniciativa insere-se no âmbito da “Animação do Livro e da Leitura para Todos”.










Etiquetas:

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011
Livro da Semana




O quarto de Jack

de


Emma Donoghue

"Original, poderoso e soberbo. O quarto de Jack é um lugar que não vai esquecer; o mundo é um sítio que nunca mais olhará da mesma maneira.

Para Jack, de 5 anos, o quarto é o mundo todo. É onde ele e a Mamã comem, dormem, brincam e aprendem. Embora Jack não saiba, o sítio onde ele se sente completamente seguro e protegido, aquele quarto de 11 m2, é também a prisão onde a mãe tem sido mantida contra a sua vontade. Contada na divertida e comovente voz de Jack, esta é uma história de um amor imenso que sobrevive a circunstâncias aterradoras e da ligação umbilical que une mãe e filho."

Finalista do Man Booker Prize 2010
Finalista do Orange Prize
New York Times 10 Best Books 2010
Washington Post Top 10 Books - 2010
New York Times 100 Notable Books 2010
Barnes & Noble Best Books - 2010
Hudson Booksellers Best Fiction - 2010

Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal


Etiquetas:

terça-feira, 20 de dezembro de 2011
Demonstração de Humanidade
     Um velho, muitíssimo velho, desdentado, com um boné castanho na cabeça, e com o sorriso que pode fazer já sem os dentes que normalmente fazem o sorriso, concentrando por isso o sorriso na parte da pele acima da boca, nas bochechas, o velho ali está a fazer pontaria com uma fisga, a rir-se de ser tão velho e de ainda ter vontade de acertar em alguém ou em algo. Não perdemos essa vontade; podemos perder a pontaria, os músculos, a força, mas a vontade de matar, essa não perdemos, mesmo quando temos quase noventa anos, não temos dentes e temos um boné castanho na cabeça.
     Que a vontade humana seja abençoada.

Gonçalo M. Tavares, in "Short Movies"

Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal

Etiquetas:

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011
Novidades Livros


PEIXOTO, José Luís
Abraço
82 LP-3 PXT

RUIZ ZAFÓN, Carlos
O príncipe da Neblina
82 LE-3 ZFN




PATTERSON, James
Escola dos piores anos da minha vida
82 LE-3 PTT (Juv.)

HARDINGE, Frances
A rapariga que sabia ler
83 LE-3 HRD (Juv.)




MÃE, Valter hugo
Quatro tesouros
82 LP-34 MAE (Inf.)

ONDJAKI
A bicicleta que tinha bigodes
82 LPA-34 NDJ (Inf.)

Etiquetas:

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011
Bom Fim-de-Semana
Nicanor Parra


Bom Fim-de-Semana para todos
Poema da Semana
HOMEM AO MAR


Já não estou em minha casa.

Ando por Valparaíso.

Há muito que estava

A escrever poemas espantosos

E a preparar aulas espantosas.

Terminou a comédia:

Dentro de alguns minutos

Parto de bicicleta para Chillán.

Não fico nem mais um dia aqui.

Estou só à espera

Que me sequem um pouco as penas.

Se perguntarem por mim

Digam que ando pelo sul

E que não regressarei até ao mês que vem.

Digam que fui atacado pela varíola.

Atendam o telefone.

Que não ouvem o ruído do telefone?

Esse ruído maldito do telefone

Vai acabar por me enlouquecer!

Se perguntarem por mim

Podem dizer que me levaram preso.

Digam que fui a Chillán

Visitar a campa do meu pai.

Não trabalho nem mais um minuto.

Já chega o que fiz.

Que não chega tudo o que fiz?

Que diabo! Até quando

Querem que continue a fazer o ridículo?

Juro nunca mais escrever um verso.

Juro não mais resolver equações.

Acabou-se para sempre a coisa.

Bilhetes para Chillán!

Vou percorrer os lugares sagrados!

Nicanor Parra, trad. de Henrique Fialho
 
 
Prémio Cervantes 2011


A poesia de Nicanor Parra recebe o maior galardão de literatura em espanhol. Aos seus 97 anos, o poeta chileno continua a ser uma referência para os jovens.

Etiquetas:

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011
Animação do Livro e da Leitura
Durante o mês de Dezembro, a Biblioteca Municipal tem vindo a apresentar aos pais, filhos, avós, avôs, netos, tios, sobrinhos e a todas as crianças do Pré-escolar e do 1.º Ciclo do Concelho de Grândola, uma pequena dramatização da história "A menina dos fósforos", de Hans Christian Andersen.















Etiquetas:

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011
Actividades das Férias de Natal
A Biblioteca Municipal de Grândola tem vindo a organizar um conjunto de atividades de ocupação de tempos livres, dirigidas a crianças e jovens, que ocorre todos os anos durante as férias dos estudantes do concelho de Grândola.

O resultado obtido com a realização das atividades desenvolvidas no período do Verão, nomeadamente nas Oficinas de Escrita Criativa e de Leitura, foi bastante satisfatório, razão pela qual, nesta época natalícia, a equipa da Biblioteca se propõe dinamizar duas novas oficinas, de forma a ocupar as crianças e os jovens a partir dos 6 anos, entre os dias 19 a 29 de Dezembro. Os inscritos terão direito a um certificado de participação.

 
 
- Oficina de Contos de Natal


De 19 a 23 de Dezembro


Horário: 15h às 16h30m
 
 
 
 
 
 
- Oficina de Poesia


Dias 20, 21, 22, 27, 28 e 29 de Dezembro


Horário: 10h30m às 12h
 
 
 
 
 
 
Estas oficinas conciliam as duas áreas que já foram promovidas durante as atividades de Verão: a escrita e a leitura. Com estes ateliês, pretende-se promover o gosto pela leitura e pela escrita, desenvolver as competências de ler e de escrever, fomentar hábitos de leitura e de escrita, criar nos participantes o gosto pela leitura expressiva e partilhar experiências. Estas atividades permitirão então o contacto com géneros literários diferentes – o conto e a poesia, numa dimensão universal, e privilegiarão as competências relativas à leitura, à interpretação de textos e à escrita, possibilitando um maior sucesso escolar e um enriquecimento literário e cultural. Neste sentido, os textos seleccionados serão não só um veículo de aprendizagem da língua e da literatura portuguesas, mas servirão também como ponto de partida para fomentar a formação cívica, através da reflexão e do debate de valores, princípios e ideais associados à época do ano em questão (a amizade, o amor, a solidariedade, a paz, entre outros).



As inscrições podem ser efetuadas até ao próximo dia 16, através de email (biblioteca@cm-grandola.pt), telefone (269 450 080) ou presencialmente.

Etiquetas: ,

Livro da Semana
Isto é Nova Iorque

de
Miroslav Sasek

"Com a inteligência e a sensibilidade que tornaram famosos os seus encantadores livros sobre Paris, Londres e Roma, M. Sasek apresenta a fantástica cidade que nunca dorme em Isto é Nova Iorque, publicado em 1960 e agora actualizado para o século XXI. O holandês que comprou a ilha de Manhattan aos Nativos Americanos em 1626 por vinte e quatro dólares em artigos domésticos não fazia ideia de que esta viria a ser maior pechincha da História dos Estados Unidos da América. Tudo em Nova Iorque é grande - os edifícios, os engarrafamentos, os carros, os jornais de domingo. Aqui vemos o ferry de Staten Island, a Estátua da Liberdade, Greenwich Village, Times Square, O Rockefeller Center, Harlem, Chinatown, o Central Park. A grandiosidade, a beleza, a magia, ISTO É NOVA IORQUE!"

Este livro escontra-se disponível na Biblioteca Municipal com a cota 908 SSK(Inf.)

Etiquetas:

terça-feira, 13 de dezembro de 2011
O tio Elefante conta os postes
Eu sentei-me no comboio com o tio Elefante.
Partilhámos um pacote de amendoins.
Olhámos lá para fora, pela janela.
Viamos o campo a passar.
- Uma, duas, três. Oh, falhei uma  - disse o tio Elefante.
- O que estás a contar? - perguntei
- Estou a tentar contar as casas que vão passando - disse ele.
- Um, dois, três, quatro. Falhei um, outra vez - disse  tio Elefante.
- O que estás a contar? - perguntei.
- Estou a tentar contar os campos que vão passando - disse ele.
- Um, dois, três, quatro, cinco. Falhei outro - disse o tio Elefante.
- O que estás a contar agora? - perguntei.
- Estou a tentar contar os postes de telefone que vão passando. Mas as coisas estão todas a passar demasiado depressa - disse o tio Elefante. 
O tio Elefante tinha razão. Estava tudo a passar mesmo muito depressa.
- Uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez! - disse o tio Elefante.
- O que estás a contar desta vez? - perguntei.
- Estou a contar as cascas de amendoim - disse o tio Elefante.
- Sâo mais fáceis de contar.
- Estão todas no mesmo sítio. Estão todas sentadas no teu colo.
O comboio seguia o seu caminho.
Acabámos o pacote de amendoins inteirinho.
Havia mais cascas para o tio Elefante contar.

Arnold Lobel in "O tio Elefante"

Etiquetas:

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011
Novidades Livros


FRAGOSO, Margaux
Um tigre nas florestas da noite
82 LE-3 FRG

MIRALLES, Francesc
O quarto reich
82 LE-3 MRL



KULOT, Daniela
Um pequeno crocodilo ternurento que só visto
82 LE-34 KLT (Inf.)

TAN, Shaun
A árvore vermelha
82 LE-34 TAN (Inf.)

Etiquetas: