blogspot visitor counter
Biblioteca Municipal de Grândola
Biblioteca Municipal de Grândola
Rua Dr. José Pereira Barradas 7570-281 Grândola tlf:269450080 fax:269498666 biblioteca@cm-grandola.pt
quinta-feira, 5 de janeiro de 2017
O Salmouco
"Há muitos muitos anos, existiu uma princesa que vivia numa ilha rodeada de palmeiras. Todos os anos, Margarida (assim se chamava a princesa) ia até à praia conversar com o seu amigo muito especial: O Salmouco, um monstro cor de laranja que tinha nascido de um salmão e de um choco.
Salmouco, gostava muito de conversar com a Margarida e um dia confessou-lhe o seu maior receio:
- Sabes, eu tenho muito medo do príncipe, porque os meus antepassados sempre me avisaram que os príncipes matavam os monstros.Mas, eu apesar de ter este aspeto grande e medonho, não faço mal a ninguém. Apenas gosto de comer os peixes que se atravessam no meu caminho.
A princesa ouviu-o com muita atenção e disse-lhe:
- Eu compreendo. Vou falar com o príncipe para que ele não te faça mal.
E assim foi.
Todos os dias a princesa ia visitar o seu amigo. Um dia, Salmouco reparou que a Margarida andava muito triste e perguntou-lhe:
- O que tens Margarida?
- Estou um pouco triste porque já há muitos dias que não como um belo peixinho. Desde que expliquei ao príncipe que nunca nos farias mal e só querias os peixes para te alimentar, ele nunca mais foi pescar. E bem que me apetecia um belo peixinho cozido com umas belas couvinhas!
- Pois é - respondeu o Salmouco - eu como todos os dias. E bem saudável que é. Todos os dias como uns 15 peixinhos. 
- Tantos? - respondeu a princesa - não admira que o Príncipe não consiga pescar.
- Tens razão - disse o Salmouco - Se eu comer todos os peixes que há no mar, tu não consegues comer nenhum. Temos de resolver isso, tu és a minha melhor amiga e nunca tiveste medo de mim apesar deste meu aspeto grande e medonho.
- Tenho uma ideia - disse a princesa - amanhã trago-te um livro sobre alimentação saudável.
Oh - respondeu tristemente o Salmouco - mas eu não sei ler.
- Não te preocupes que havemos de arranjar uma solução.
E todos os dias, mal o sol começa a brilhar no céu, a princesa Margarida, ia até à praia e lia-lhe um capítulo do livro «Papa Histórias».
O Salmouco ouvia maravilhado e até conseguiu aprender algumas palavras das suas histórias preferidas: «Guisado da imaginação», «A sopa de letras» e a «A cebola que ri».
Quando a princesa terminou de ler todas as histórias, o salmouco disse:
- Agora já sei como me posso alimentar sem ser só com peixe.
A partir de hoje vou ter uma alimentação muito mais saudável e o príncipe poderá também pescar o melhor peixe para o vosso almoço.
E assim foi.
A partir desse dia nunca mais faltou peixe na mesa da princesa e o Salmouco tornou-se num belo monstro saudável e forte.
Pão com sardinha assada, está a história acabada."

Crianças do Jardim de Infância de Ameiras de Cima - Grândola in "AJUDARIS'16: Histórias de encantar"

Etiquetas: